PORTALEUCLIDENSE: Barragens se rompem e enxurrada de lama destrói distrito de Mariana

sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Barragens se rompem e enxurrada de lama destrói distrito de Mariana

Acidente foi em Bento Rodrigues e bombeiros confirmam uma morte.
Localidade está sendo esvaziada; MP vai investigar causa do acidente.
O ginásio da cidade de Mariana já está recebendo doações para as famílias que perderam suas casas destruídas pela onda de lama e detritos que desceu da barragem de rejeitos da Mineradora Samarco que se rompeu hoje (5) e atingiu parte do distrito de Bento Rodrigues, a 23 quilômetros de Mariana, em Minas Gerais. 
Veja o vídeo 


A professora Karina Barbosa, que mora em Mariana, disse à Agência Brasil que as informações sobre o acidente ainda são desencontradas. “Ainda não se sabe quase nada”, afirmou. “Olha, a cidade gira em torno da mineração. As pessoas estão apreensivas. Em frente ao ginásio está ficando bem cheio e está engarrafado’”, acrescentou.


Douglas Couto, assessor da prefeitura, disse que as equipes de resgate estão em Bento Rodrigues, próximo ao local do acidente. “As famílias ainda estão no local. Elas vão ser trazidas para quadra de esportes de Mariana. As famílias perderam tudo. A lama tomou conta até da torre da igreja”, afirmou.


A prefeitura de Mariana pediu a colaboração da população no sentido doar principalmente Itens como roupas, colchões, água mineral e produtos de higiene pessoal são os mais importantes. Moradores vizinhos a Mariana também se mobilizam para arrecadar donativos.

De acordo com o capitão Thiago Miranda, do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, há uma morte confirmada até o momento. Trata-se de um homem que teve um problema cardíaco ao ver o desastre e faleceu. Segundo Miranda, o número confirmado de desaparecidos, até o momento, é de 16 pessoas.

“Agora, na parte da noite, está sendo feito um trabalho de contagem dos desaparecidos, de confirmação junto a parentes, amigos, colegas de trabalho que estavam próximos, para que tenhamos um número mais preciso de pessoas que ainda não foram encontradas”, disse Miranda ao Repórter Brasil, da TV Brasil.

agenciabrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário