PORTALEUCLIDENSE: PASTORES ENTRAM NA JUSTIÇA PARA RETIRADA DAS ESCULTURAS DO RIO SÃO FRANCISCO

sexta-feira, 6 de novembro de 2015

PASTORES ENTRAM NA JUSTIÇA PARA RETIRADA DAS ESCULTURAS DO RIO SÃO FRANCISCO

Pastores acionam MP para retirar esculturas do Velho Chico e religioso justifica: “Questão de legalidade e direitos civis”

Três anos após ser colocada nas águas do Velho Chico, a escultura da Iemanjá continua a render muitas controvérsias. Depois de ser apontada pelo vereador Zenildo do Alto do Cocar (PSB), como “culpada” pela falta de chuvas na região, a obra volta ao topo de uma nova polêmica, desta vez protagonizada por pastores da região, que decidiram acionar o Ministério Público (MP) para pedir a retirada do símbolo.

De acordo com o representante do movimento, Pastor José Kenaidy, a justificativa é que o leito do Rio São Francisco pertence à União e, uma vez sendo o Estado laico, nenhuma escultura de cunho religioso deveria ser colocada nas águas do Velho Chico.


O pastor explica ainda que não se trata de uma “briga” religiosa, mas sim de defesa aos direitos civis e à preservação do rio. A ação no MP também pede a retirada da antiga escultura do Nego d’água, sob a mesma justificativa.


“Estamos entrando com uma ação no MP para retirar a Iemanjá e o Nego d´água. Queremos deixar claro que não é uma questão de religião, é uma questão de de legalidade e direitos civis. O ambiente público é para todos. O artigo 20 da constituição diz que o rio é um bem da União, e como bem da União isso é inadmissível”, explicou o líder religioso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário