PORTALEUCLIDENSE: Esposa mata marido a tiros no interior da Bahia após descobrir traições

quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Esposa mata marido a tiros no interior da Bahia após descobrir traições

Um homem foi assassinado a tiros dentro da casa onde morava, em Feira de Santana, a 100km de Salvador, pela própria esposa, segundo informou a Polícia Civil nesta segunda-feira (29).
Conforme o delegado do caso, Gustavo Coutinho, a vítima de 34 anos era casada com a autora do crime, de 45, há cerca de cinco anos, mas teria duas amantes. A polícia detalha que a descoberta recente de uma delas resultou em discussão que motivou o crime.

Coutinho relata que a mulher confessou o crime para a família através de uma mensagem de celular e depois tentou suicídio com uma faca. Ela foi internada no Hospital Emec, em Feira de Santana, com estado de saúde estável e ficou custodiada à disposição da Justiça até receber alta nesta segunda-feira (29).

“Ela teve uma discussão com o companheiro no sábado [27] e fez os disparos [de arma]. Ela escondeu o corpo no quarto deles e saiu para dormir na casa de uma amiga levando o filho, que não é fruto do relacionamento com a vítima. Os familiares do homem já estavam à procura dele, mas ela ficava dizendo que ele tinha saído para consertar um carro e não tinha voltado para casa ainda. No domingo [28], ela resolveu mandar uma mensagem para a família confessando o crime e todos foram ao encontro dela. Lá ela tentou suicídio”, relatou o delegado.

Ainda de acordo com Coutinho, o homem tinha um relacionamento extraconjugal há quatro anos, e há cerca de um ano a esposa descobriu a situação. “Como a vítima não se separou da amante, as brigas eram constantes. Recentemente, ela [a esposa] descobriu que ele estava com uma terceira pessoa”, explicou o delegado.

“Segundo Silvana, ela estava com a arma na mão durante a discussão com o marido, que tentou tirar a arma dela quando ela estava de costas. Então, ela começou a apertar o gatilho e realizar os disparos. Mas a versão precisa ser investigada antes de determinar se ela atirou ou não para matar”, disse o delegado.

O depoimento da mulher também ajudou a polícia a elucidar a origem da arma. “Ela disse que há dois meses adquiriu a arma em uma feira e que estava guardando porque pensava em se matar”, relevou Coutinho.

Depois de prestar depoimento, a mulher passou a noite de segunda-feira na delegacia. Na tarde desta terça-feira (30) será realizada uma audiência para determinar se ela será encaminhada para um presídio, ou se será liberada.

Com informações do G1/BA (Foto: Aldo Matos/Acorda Cidade)

Nenhum comentário:

Postar um comentário