PORTALEUCLIDENSE: Em vídeo, PM desabafa sobre as leis após prisão de bandidos na Bahia; assista

terça-feira, 15 de novembro de 2016

Em vídeo, PM desabafa sobre as leis após prisão de bandidos na Bahia; assista

Um policial militar da 32ª Companhia Independente de Polícia Militar (32ª CIPM), em Pojuca, na Região Metropolitana de Salvador, gravou um vídeo mostrando três suspeitos que tentariam assaltar um ônibus, no município. Na gravação, o PM, que não será identificado, faz um desabafo contra as leis do Brasil.

Assista ao vídeo


Depois de fazer questionamentos ao trio e dizer que estava à procura desde as primeiras horas da manhã, o policial inicia um longo desabafo, de frente para um dos homens detidos. “Eu não tenho pena de bandido. Vocês não respeitam ninguém. Batem, espancam, roubam tudo. Não quer nem saber se aquele dinheiro é para médico. Você vai lá e assalta. Você não está nem aí para a sociedade. Chega, rapaz! Chega uma hora que a gente cansa, rapaz! Nós, policiais, ficamos trabalhando dia e noite caçando vocês. Quando vão presos, logo vocês são soltos. Essa Justiça do Brasil tem que mudar. Não pode ficar da forma que está. A gente prende e tão rápido vocês são soltos. Não é culpa dos juízes. Não é culpa do delegado e nem da polícia, não. A culpa, na verdade, é da lei do País. Os promotores e juízes, se pudessem, permaneciam vocês muito tempo na cadeia, mas não é culpa deles não. Tão logo vocês vão estar soltos na rua. Estou chateado com nossa lei do País. Todo mundo entra dizendo que vai mudar e nunca muda!”, disse.

Os três suspeitos disseram ao policial que moram em Salvador. primeiro que aparece no vídeo se identifica como José Antônio. Ele diz que mora em Campinas de Pirajá e iriam cometer o assalto após o pedágio. Questionado pelo PM por que iria assaltar, o homem informa que é “porque a minha mulher está grávida”, depois de declarar que ficou seis meses preso por tráfico de drogas.

O segundo suspeito se nega a fornecer informações. Apenas diz se chamar Lucas e que mora no bairro Liberdade, onde, “de vez em quando”, trabalha vendendo churrasquinho, no Point da Central, segundo o próprio.

O terceiro a aparecer na gravação se identifica como Alessandro Barbosa e diz ter 25 anos. Assim como o primeiro, ele também informa que mora em Campinas de Pirajá.

O local e dia das prisões não são informados no vídeo, que você pode assistir abaixo:

Fonte: Agora Na Bahia

Nenhum comentário:

Postar um comentário