PORTALEUCLIDENSE: Universidade do Vale do São Francisco ainda ocupada. Petrolina - PE

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Universidade do Vale do São Francisco ainda ocupada. Petrolina - PE

OCUPAR, RESISTIR, VENCER

O resultado do que somos como país passa pelas lutas de classe. Isso não tem como negar. Não é preciso ser de esquerda, de direita, de centro, do alto, do baixo, para perceber que chegamos aonde chegamos por causa da sociedade organizada.
Você pode até não gostar dos movimentos sociais, dos sindicatos, das organizações e das mobilizações, mas não pode negar a importância desses movimentos para a construção da democracia e da estabilidade social que estamos mais perto de conseguir a cada dia que se passa.

Negar a importância histórica dos movimentos é negar-se a si mesmo como professor, cidadão, agricultor, médico, político, estudante, filósofo, funcionário público etc. É negar a si mesmo como brasileiro e cidadão do mundo.

Negar a parcialidade da grande imprensa às ocupações das escolas hoje, negar que a imprensa aliada ao governo golpista tente criminalizar esses movimentos é negar-se o direito de indignar-se por achar que você não sofrerá na pele se tudo isso der em nada.

Tenho vários orgulhos na vida, e um dos últimos é ter um filho presente nas manifestações,  é ter um filho numa escola ocupada (numa universidade, que seja), ter alguém que não pense apenas em si, por ter conseguido, mas por pensar também no “outro” que em casa não é uma palavra distante.

Ficar em casa, fazer (ou por incompetência ou por preguiça, simplesmente compartilhar ou usar o famoso ctrlC+ctrlV), não lhe fará melhor que esses meninos, mas também não o privará de ser um dos beneficiários dos resultados da luta travada por eles (o que para mim não passa da pior espécie de vencedor).

Você pode não concordar, pode dizer que são baderneiros, que não querem estudar, que são manipulados por professores comunistas comedores de criancinhas. Sim, você pode e a meu ver até deve, é um direito seu se quiser agir assim. Mas o que não pode é fechar-se em seu rico mundo ilusório, onde se acha rico, poderoso e intelectualizado, e criminalizar a todos, nivelá-los por baixo. 

Sua opinião é válida, mas não mudará o rumo do sangue que corre nas veias desses jovens. A não ser que você mude de opinião ao ver pela telinha da globo que policiais invadiram (ocuparam?) a Assembleia legislativa do Rio em protesto ao famoso Plano de Austeridade do Governo, que coincidentemente é o mesmo que jamais elegendo um presidente, chegou ao poder três vezes.
Ocupar sim, resistir sim, eles estão sós, mas os frutos serão de todos.
David

Nenhum comentário:

Postar um comentário