PORTALEUCLIDENSE: Acidente na BR 324: Perícia Técnica impedida de fazer o trabalho pela ausência do Corpo de Bombeiro. IMAGENS FORTES

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Acidente na BR 324: Perícia Técnica impedida de fazer o trabalho pela ausência do Corpo de Bombeiro. IMAGENS FORTES

Três corpos estão entre as ferragens, uma criança aparentando ter entre 2 e 3 anos, chegou a ser levada para o Hospital Municipal de Riachão, mas não resistiu aos ferimentos.

Uma tragédia no inicio da tarde desta segunda-feira (2) na BR 324, próximo ao limite entre os municípios de Nova Fátima e Riachão do Jacuípe que resultou na morte de quatro pessoas, possivelmente de uma mesma família, que estava no Fiat Uno com placa da cidade de Ubá, município da Zona da Mata mineira e colidiu com uma carreta carregada de querosene que seguia de Salvador para Petrolina – PE, até ás 17h30 permanecia do mesmo jeito, ou seja, os corpos presos entre as ferragens aguardando a chegada do Corpo de Bombeiro de Feira de Santana.



A situação está complicando a liberação da pista, o pior que até cerca de 15h os carros, inclusive de grande porte, estavam utilizando um desvio pelo lado direito sentido Nova Fátima, mas às 17h30 ocorreu a interdição também pelo desvio e nossa equipe não soube o porque da interdição.


O mais agravante é que não há uma previsão para liberação da via, pois, além da falta do bombeiro até as 17h30 também não havia chegado nenhum guincho para remover a carreta atravessada na pista, que segundo o condutor que saiu ileso do acidente, estava ocorrendo vazamento da carga.


Vale lembrar, que a equipe de Bombeiro precisa se deslocar da cidade de Feira de Santana, aproximadamente 100 km de distancia do local do acidente.


Além da equipe da Perícia Técnica de Serrinha, estão no local prepostos da Polícia Rodoviária Federal – PRF, Delegacia de Riachão do Jacuípe, pois, o acidente aconteceu em território jacuipense. As equipes encontraram recibos de água e luz e um carnê de contribuição da Igreja Mundial que acredita-se que sejam membros.



Três corpos estão entre as ferragens, uma criança aparentando ter entre 2 e 3 anos, chegou a ser levada para o Hospital Municipal de Riachão, mas não resistiu aos ferimentos.

Redação CN

Nenhum comentário:

Postar um comentário