PORTALEUCLIDENSE: Corregedoria da PM inicia inquérito para apurar morte de adolescentes em Coité

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Corregedoria da PM inicia inquérito para apurar morte de adolescentes em Coité

Em resposta ao secretário Geraldo Reis, Corregedoria da Política Militar comunica afastamento de policiais envolvidos e início do inquérito policial sobre as circunstâncias da morte de dois adolescentes

A Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) recebeu, na última terça-feira (17), ofício da Corregedoria da Polícia Militar da Bahia em resposta a solicitação do secretário Geraldo Reis sobre apuração das circunstâncias relativas ao duplo homicídio de adolescentes do distrito de Salgadália, no município de Conceição do Coité, em dezembro do ano passado.
O acompanhamento do caso pela SJDHDS foi iniciado em 11 de dezembro de 2016, quando o secretário Geraldo Reis visitou o município de Conceição do Coité, a convite da prefeitura municipal. Acompanhado do prefeito Francisco de Assis dos Santos, e de lideranças da comunidade e do município, o secretário conversou com as famílias dos adolescentes Vitor de Oliveira Silva, 17 anos, e Luiz Henrique Matos, 16, ambos mortos no dia 7 do mesmo mês, na localidade.

De acordo com familiares dos adolescentes, o duplo homicídio teria sido cometido por policiais quando os jovens se deslocavam em uma moto. De acordo com a mãe de Vitor, Joelma Silva, o adolescente era estudante do colégio estadual da comunidade, onde cursava o segundo ano do ensino médio, e havia terminado de fazer uma prova menos de uma hora antes do fato ocorrido.

Vitor também fazia parte da comissão de jovens do Sindicato Rural do município. Durante a visita, o pai, Oswaldo Silva, que é pedreiro, mostrou com orgulho as medalhas ganhas pelo filho em jogos de futebol. Joelma é pedagoga, professora do município, com especialização em metodologia do ensino de história.

O outro adolescente, Luiz Henrique, era filho de Sandra Bispo, que trabalhava numa churrascaria do local. O jovem cursava o último ano do ensino fundamental e trabalhava no turno oposto em uma locadora de videogame. Ambas as famílias se apresentaram como religiosas e pertencentes à Igreja Católica.

O Corregedor Chefe Antônio Barbosa Neto, Coronel da PM, informou por meio de ofício que o Comando do 16º BPM afastou os policiais militares envolvidos na ocorrência e, de imediato, instaurou o Inquérito Policial Militar (IPM) de Portaria nº 074-CS/2016, visando apurar os fatos.

A Secretaria de Justiça continuará acompanhando o caso e prestando os atendimentos e esclarecimentos cabíveis aos familiares.

ASCOM / SJDHDS
Jornalista Responsável – Luzia Luna

Nenhum comentário:

Postar um comentário