PORTALEUCLIDENSE: Mulher atingida por raio em praia de SP é transferida para hospital em Guarulhos. Veja o vídeo

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Mulher atingida por raio em praia de SP é transferida para hospital em Guarulhos. Veja o vídeo

Taline Campos, de 25 anos, teve uma parada cardiorrespiratória e foi internada em estado crítico. Ela caminhava pela água durante temporal em Itanhaém, na tarde de domingo (1°).
A joem atingida por um raio no domingo (1°), durante temporal em Itanhaém, no litoral paulista, foi transferida para o Hospital Municipal Pimentas do Bonsucesso, em Guarulhos, na Grande São Paulo, nesta segunda-feira (2). Taline Campos, de 25 anos, teve uma parada cardiorrespiratória e foi internada em estado crítico.

Segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura de Guarulhos, a vítima está na UTI em estado grave. Taline foi atingida pela descarga elétrica enquanto caminhava na água, por volta das 16h30. Ela mora em Guarulhos e passava as férias no litoral paulista com familiares.


Banhistas que estavam perto do local do acidente chamaram o Serviço Atendimento Móvel Urgência (Samu). A jovem foi encaminhada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Jardim Sabaúna, em estado gravíssimo. 

Região campeã de raio
A região da Baixada Santista é campeã em incidências de raios durante o verão. "As pessoas estão sendo imprudentes. Os turistas, por falta de conhecimento, acham que nada vai acontecer com eles. As pessoas precisam ficar espertas. A dica é olhar na direção do continente e observar as nuvens mais escuras. Isso pode evitar acidentes", afirma o climatologista Rodolfo Bonafim, diretor científico da ONG Amigos da Água
A tempestade deste domingo surpreendeu os turistas. As nuvens carregadas chegaram repentinamente acompanhadas por uma forte ventania.

"Tudo aconteceu muito rápido. Os bombeiros pedem para as pessoas saírem e muita gente ignora. O que aconteceu foi uma descarga pontual. O raio cair em uma pessoa é raro. Normalmente, as mortes acontecem quando o raio cai na areia ou no mar e as pessoas recebem o choque", diz.

O climatologista explica ainda que, provavelmente, a banhista foi atingida por estar em contato com a água salgada. "A água salgada é um condutor de eletricidade. O ponto mais alto entre a areia e a nuvem é a pessoa. Ela acabou virando uma espécie de para-raio. O relâmpago atingir a pessoa pela cabeça pode acontecer, mas é uma situação extremamente rara", completa.

G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário