PORTALEUCLIDENSE: Lava-Jato: bispo da Igreja Universal teria recebido propina de R$ 7 milhões para apoiar Dilma

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Lava-Jato: bispo da Igreja Universal teria recebido propina de R$ 7 milhões para apoiar Dilma

A delação premiada dos executivos da Odebrecht na Operação Lava-Jato citou o nome do bispo Marcos Pereira (PRB), sacerdote licenciado da Igreja Universal do Reino de Deus, como recebedor de uma propina de R$ 7 milhões.
Os executivos da empreiteira que aceitaram colaborar com a Lava-Jato alegaram que os valores repassados a Pereira, que atualmente é ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, teria sido feito em troca do apoio do PRB à candidatura de Dilma Rousseff (PT) e Michel Temer (PMDB) à reeleição, em 2014.

Nenhum comentário:

Postar um comentário