PORTALEUCLIDENSE: Após morte de quatro macacos, Sesab e SMS liberam 400 mil doses extras de vacina contra febre amarela

quarta-feira, 29 de março de 2017

Após morte de quatro macacos, Sesab e SMS liberam 400 mil doses extras de vacina contra febre amarela

Em Salvador, os casos de febre amarela em macacos foram confirmados nos bairros da Vila Laura, Paripe e Itaigara

Depois da confirmação de quatro casos de febre amarela em macacos em Salvador, as Secretarias Estadual e Municipal da Saúde (Sesab e SMS, respectivamente), anunciaram, nesta quarta-feira (29), a liberação de 400 mil doses extras da vacina contra a doença.
A medida, que tem como objetivo, imunizar quem ainda não tem as duas doses registradas no cartão de vacinação, foi adiantada com exclusividade pela Coluna Satélite do CORREIO, também nesta quarta.

Os casos de febre amarela em macacos foram confirmados nos bairros da Vila Laura, Paripe e Itaigara, e, segundo os órgãos, foram “detectados precocemente pela vigilância epidemiológica estadual e municipal”. Ao todo, Salvador deve receber dois milhões de doses da vacina, para vacinar 100% da população que ainda não está imunizada. Ou seja: quem não tomou nenhuma dose da vacina nos últimos 10 anos. 

Para se vacinar, basta comparecer a um dos postos de referência para febre amarela na capital (confira a lista após o texto). Além deles, todos os postos do distrito sanitário de Brotas devem contar com doses extras, de acordo com a SMS. 

Na avaliação do secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, a cooperação entre Estado e municípios é fundamental para garantir que a febre amarela não contamine humanos na Bahia. "Não temos nenhum caso confirmado em seres humanos em nosso estado e um dos motivos é que estamos atuando de modo preventivo. O governador Rui Costa determinou, desde janeiro, um bloqueio vacinal nas regiões oeste, Extremo Sul e sudoeste do estado, em virtude da situação epidemiológica da febre amarela no país, com a ocorrência de óbitos em São Paulo, Goiás e Minas Gerais, incluindo regiões que fazem divisa com a Bahia”, destacou. 

Segundo ele, desde janeiro, a vigilância epidemiológica do estado vem executando o plano de ação elaborado para a prevenção da febre amarela nos municípios com epizootias (morte de macacos), com o objetivo de adotar precocemente medidas para evitar a ocorrência da doença em humanos, como aquelas realizadas atualmente na capital baiana.

Fumacê e busca de casos suspeitos

Além das vacinas, as ações de proteção incluem a busca ativa de casos suspeitos em toda a área delimitada e a aplicação de inseticida utilizando o UBV (Ultra Baixo Volume, conhecido como 'fumacê') costal na área da epizootia e o UBV veicular na sede. Também foi implantada a notificação negativa diária de febre amarela, o que pretende estabelecer um fluxo de informação entre as unidades de saúde do município com o estado. Ainda foi recomendada a implementação da Sala Municipal de Coordenação e Controle com a participação das diversas secretarias municipais, sob a coordenação estadual, para estabelecer e realizar ações intersetoriais de combate ao mosquito Aedes aegypti.

Até a terça-feira (28), foram notificados 16 casos suspeitos em humanos de febre amarela na Bahia. As notificações foram de Coribe (4), Feira de Santana (1), Ilhéus (1); Itamaraju (2), Itiúba (1), Mucuri (1), Nova Viçosa (1), Teixeira de Freitas (3) e dois casos com pessoas residentes no estado de Alagoas (que passaram por vários locais na Bahia). Do total, sete casos foram descartados laboratorialmente (quatro em Coribe; um em Mucuri; e dois em Teixeira de Freitas) e nove casos permanecem em investigação, aguardando resultados laboratoriais.

Quanto às epizootias, até o dia 28 de março, foram notificadas 104 epizootias de Primatas Não Humanos (PNH) em 42 municípios do estado. Foram encaminhadas 51 amostras/animais em condições de análise para o Laboratório Central de Saúde Pública Professor Gonçalo Moniz (Lacen). Destes, 23 PNH foram positivos para febre amarela silvestre, nos municípios de Alagoinhas, Camaçari, Catu, Cordeiros, Feira de Santana, Ituberá, Nova Viçosa, Ouriçangas, Pedrão, Salvador, Santa Rita de Cássia, São Felipe e São Miguel das Matas.

Veja os postos de referência para vacinação de febre amarela:

Multicentro Carlos Gomes –Rua Carlos Gomes, 63/66, Centro.

Centro de Saúde Virgílio de Carvalho – Rua Duarte da Costa, s/n, Dendezeiros.

Centro de Saúde Péricles de Laranjeira- Rua Pitangueiras, s/n, Fazenda Grande do Retiro.

Multicentro Liberdade- Rua Lima e Silva, nº 217, Liberdade (antigo 3º Centro de Saúde).

USF Olga de Alaketu– Rua Edson Saldanha, s/n- Baixa do Tubo-Matatu.

Multicentro Amaralina–Av. Visconde de Itaboray, nº 1193, Amaralina.

Unidade de Saúde da Família Clementino Fraga – Av. Centenário, s/n, Centenário.

Unidade de Saúde da Família Parque de Pituaçu – Rua Araújo Bastos, nº100, Pituaçu.

Unidade de Saúde da Família Mussurunga I – Rua 1, Setor E, Caminho 16, s/n, Mussurunga I.

Centro de Saúde Eunísio Teixeira- Rua Jurucutus, s/n, Saboeiro.

Centro de Saúde Edson Barbosa – Avenida Hilda, nº 02, Pernambués.

Centro de Saúde Canabrava- Rua Bentivis, s/n, final de linha de Canabrava.

Centro de Saúde Castelo Branco- Rua A, 3º etapa- Centro Social Urbano de Castelo Branco.

Unidade de Saúde da Família Estrada da Cocisa – Rua Monte Claros, s/n, Paripe (final de linha da Cocisa).

Unidade de Saúde da Família Alto da Terezinha- Rua Direta da Terezinha, s/n.

Unidade de Saúde da Família Ilha Amarela- Rua Nova Esperança, Ilha Amarela.

Unidade de Saúde da Família Alto de Coutos II- Rua Golan, s/n, Parque Setúbal, Alto de Coutos.

Unidade de Saúde da Família Vista Alegre-Rua do Sabiá, s/n, Vista Alegre.

Unidade de Saúde da Família Cajazeiras V – Estrada do Matadouro, Rótula de Cajazeiras, s/n.

correiodabahia

Nenhum comentário:

Postar um comentário