PORTALEUCLIDENSE: Fumo prejudica cicatrização após cirurgias

segunda-feira, 10 de abril de 2017

Fumo prejudica cicatrização após cirurgias

O cigarro prejudica também a cicatrização da pele após atos cirúrgicos. Pessoas que fumam até um maço de cigarro por dia têm três vezes mais chances de apresentar necrose da pele. Há ainda risco aumentado de gangrena porque as substâncias tóxicas do cigarro provocam vasoconstrição (diminuição do calibre dos vasos sangüíneos).
Durante uma cirurgia que envolve o descolamento do tecido cutâneo, há uma natural diminuição da vascularização. Ou seja, a associação desses dois fatores (cigarro e cirurgia) potencializa os efeitos negativos sobre a pele.

Por essa razão, cirurgiões plásticos americanos estão deixando de operar pacientes que fumem mais de um maço de cigarros por dia. Além do risco de necrose e gangrena, há possibilidade de abertura da sutura e de a pele voltar a enrugar em razão da menor sustentação dos tecidos.

No Brasil, os candidatos a uma cirurgia plástica assinam um termo de compromisso em que admitem estar cientes do risco de complicações pós-cirúrgicas em razão do cigarro. Os cirurgiões brasileiros recomendam a interrupção do cigarro pelo menos três semanas antes e após qualquer ato cirúrgico, mas muitos admitem que os pacientes não cumprem a recomendação.

"É utopia acreditar que um fumante contumaz vá parar de fumar antes da cirurgia", diz o cirurgião plástico Gustavo Duarte, do hospital Sírio Libanês. Por isso, ele diz que, ao operar fumantes, costuma deslocar menor quantidade de pele para interferir menos na vascularização do tecido.

"A qualidade [da cirurgia] cai um pouco, pois quanto menos se descola de tecido, pior é o resultado", explica. No termo de consentimento, o paciente também é informado de que o fumo interfere no resultado.

Duarte afirma que há três semanas se negou a fazer um lifting (plástica na face) de uma mulher que fumava três maços de cigarro por dia, situação em que o risco de necrose do tecido é seis vezes maior.

Folha de S.Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário