PORTALEUCLIDENSE: Suspeitos de participar de seita religiosa que mutilava crianças são presos

sábado, 6 de maio de 2017

Suspeitos de participar de seita religiosa que mutilava crianças são presos

A seita começou a agir na década de 1990 no Maranhão, mas em 2013 se mudou para Petrópolis

Um grupo suspeito de participar de uma seita religiosa que mutilava crianças e cometia crimes como estelionato, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica, foi preso na última sexta-feira (5).
Quatro mulheres e sete homens foram presos na cidade de Petrópolis, no Rio de Janeiro, dentro de uma casa onde a seita funcionava, no entanto, quatro pessoas ainda são procuradas.

O homem apontado como o líder, já havia sido preso em 1999 e condenado a cumprir pena de 37 anos e 8 meses de prisão por lesão corporal gravíssima, estelionato e falsificação e documentos, no entanto, após 10 anos começou a responder a pena em regime aberto.

Em 2016, a polícia já havia encontrado documentos e roupas de crianças enterrados dentro de um sítio. No mesmo local também foi encontrado ácido glicólico, carros de luxo e cartões de crédito.

Um comentário:

  1. MIRANDY LEANDRO FERREIRA ALCANTARA06/05/2017 17:56

    E MELHOR ENTREGAR O BRASIL PARA OS IDIOS,POIS NO VEJO FUTURO DE NADA IR PRA FRENTE NESTE PAIS CHAMADO BRASIL. TALVEZ OS IDIOS FAÇAM ALGO MELHOR....KK

    ResponderExcluir