PORTALEUCLIDENSE: QUAL CAMINHO É O SEU?

quinta-feira, 7 de setembro de 2017

QUAL CAMINHO É O SEU?

Existem dois caminhos, apenas dois caminhos, por mais inverossímil que isso possa parecer, apenas dois caminhos, o homem deve escolher qual deles trilhar, mesmo que apenas em seus princípios:
Um deles é o mais fácil, o da subserviência aos poderosos, o que escolhe obedecer as regras por eles imposta, esquecer-se do próximo, de si mesmo e ficar à disposição dos grandes, pondo em Deus (ou em que for), as culpas das mazelas do mundo, enquanto, nesse caminhar, mesmo às custas de seu suor e lágrimas, estar lambendo os escrotos mal lavados e se achando patriota, rico e poderoso também. Nesse caminhar, pobre, negro, favelado, analfabeto, prostituídos e tantos outros são escória (mesmo que você também o seja, mas isso jamais importará), são culpados de seus destinos e por eles devem pagar, seja com a morte, fome, pobreza, enquanto os que nos exploram são apenas gente de bem, cuidando de suas vidas e seguindo em frente...

Aqui estão as religiões, os religiosos e seus dogmas...
O outro, ah... o outro é o dos que olham o outro e o vê, o que sabe dos pobres e das viúvas, o que sabe das lutas sociais, que sabe que não devemos baixar a cabeça e se curvar a quem quer que seja, aqui não há subserviência, a não ser a outro igual, aqui as regras são dar as mãos, acolher, amplificar os gritos, pegar na mão do leproso, abraçar o doente, proteger seus velhos, encaminhar as crianças, encorajar seus jovens, aqui somos irmãos e não temos partido político nem agremiações, somos organizados apenas para se fazer ouvir, aqui o couro como em nossas costas e somos inimigos do Capitão do Mato... pobre, negro, favelado, analfabeto, prostituídos e tantos outros são irmãos. Aqui ninguém se esconde atrás da cruz ou se baixa na frente do púlpito. Podemos ter a escolha e sermos nós mesmos sem demonizar o outro...

Aqui não estão as religiões, aqui há o Cristo e quem mais empunhe essa bandeira...
Você é livre para escolher quais dos caminhos trilhar, mas lembre-se que a história fará lembrar ou esquecer de você... De que lado você está? Ou prefere se acovardar a ponto de não dizer claramente qual seu caminho? Aí, meu caro, você não existe.



Nenhum comentário:

Postar um comentário