PORTALEUCLIDENSE: Robinho é condenado a 9 anos de prisão por violência sexual, diz imprensa italiana

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Robinho é condenado a 9 anos de prisão por violência sexual, diz imprensa italiana

Robinho prestou esclarecimentos à investigação coordenada pelo vice-procurador Pietro Forno e pela promotora Alessia Mel.

O atacante Robinho, do Atlético-MG, foi condenado nesta quinta-feira (23) a nove anos de prisão, na Itália, por conta de um suposto caso de abuso sexual ocorrido no dia 22 de janeiro de 2013, quando ele atuava pelo Milan.
As informações foram veiculadas nos dois principais jornais esportivos do país, “La Gazzeta Dello Sport” e “Corriere Dello Sport”. Segundo relatos da época, o crime teria ocorrido em conjunto com outros cinco homens. A mulher é albanesa.

De acordo com a reportagem do “Corriere Dello Sport”, Robinho conheceu a albanesa em janeiro de 2013, num jantar em que estavam presentes a própria esposa do jogador e amigos. O estupro teria acontecido justamente neste dia. À época, o Ministério Público italiano chegou a pedir a prisão do atleta.

Contudo, a juíza Alessandra Simion recusou o pedido de custódia, crendo que não havia razão para a precaução, nem risco de reincidência, fuga ou supressão de provas. A investigação colheu depoimentos da suposta vítima e, no verão de 2014, Robinho prestou esclarecimentos à investigação coordenada pelo vice-procurador Pietro Forno e pela promotora Alessia Mel.

Em 2009, quando defendia o Manchester City, Robinho já havia sido acusado de estupro por uma jovem que o acusou de ter cometido o crime numa boate na cidade de Leeds. No entanto, após investigação policial, ficou comprovado que a mulher estava mentindo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário