PORTALEUCLIDENSE: Em plena era digital comerciante tira o sustento da compra e venda de discos em vinil

terça-feira, 24 de abril de 2018

Em plena era digital comerciante tira o sustento da compra e venda de discos em vinil

"Só Sucesso" como é popularmente conhecido em Irecê, afirma ter uma discoteca com aproximadamente 35 mil discos.

Em um mundo cada vez mais digital, os discos de vinil, que marcaram época, desapareceu com a chegada do CD, DVD, Pendrive, cartão de memoria, entre outras opções, mas na cidade de Irecê, no Sertão da Bahia, tem um cidadão que resistiu a extinção, passou a comprar discos de todos os cantores, com objetivo de passar as músicas para os CDs e comercializar e assim mantém seu comercio.
O Calila Noticias fez uma visita a loja de Antônio Paz Laudino de Souza Filho, 49 anos, que tem um apelido bastante sugestivo “Só Sucesso” e encontrou uma loja com discos em vinil que também era chamado de ‘LP’ empilhados por todo canto da loja. Ele disse que apostou nas músicas antigas que nunca deixam de ser procuradas, para manter seu comercio funcionando, e, como as residências praticamente deixaram de ter radiolas que foram trocadas por toca Cds, ele tem seus equipamentos para gravar tanto em CD como passar para pendrives e etc.


De acordo com o comerciante, todo dia vende e compra vinil e a procura tem aumentado em virtude da volta da fabricação da vitrola que está retornando ao mercado com força total  e já sente o seu comercio melhorar.

Antônio disse que está muito feliz com a volta do disco vinil depois de 20 anos fora do mercado, dominado pelos CDs. Segundo ele, hoje em livrarias de São Paulo, os LPs ou bolachão como também ficou conhecido, já convive lado a lado com os CDs.


O valor de um disco de vinil custa a partir de R$ 20, e pela quantidade existente na loja pode se imaginar encontrar todos os rítmos da musica nacional e internacional. Sucesso disse que faltou ele ter catalogado todos os discos para encontrar com facilidade, pois, vem sofrendo para encontrar discos, a exemplo do 1º LP de Roberto Carlos, intitulado “Louco Por Você” que uma pessoa lhe ofereceu R$ 3 mil. Ele disse que vem procurando, mas ainda não encontrou.


Quem procura “Só Sucesso” vai na certeza que o CD que vai levar, nada tem a vê com as músicas atuais, ou seja, dos cantores que gravaram após o fim do vinil, a exemplo do músico Alexsandre, ele que também é mestrando em Ciências da Educação interdisciplinariedade. Alex disse ao CN que sempre passa na loja por ter uma boa amizade com Antônio e que a ideia do vinil é muito pertinente. “Porque geralmente a gente busca as raízes, muita gente quer aquele chiado do vinil que mesmo passando para o CD não passa. Enfim, aqui é um cantinho de relíquia onde a gente recorda um monte de coisa, mesmo eu não sendo tão velho quanto a história de sucesso do vinil, sei o quanto é importante para as gerações passadas”, afirmou Alex.

O motorista de ônibus José Edson Dantas Aleixo também se encantou com o grande acervo musical da Loja Só Sucesso, ele garante ter milhares de músicas em CDs, DVDs e pendrives, muitas delas extraídas do disco de vinil. Dantas tem 39 anos, disse que gosta de ouvir as músicas para recordar o passado.”As músicas lembram muito meu pai, meu avô que ouviam Bartô Galeno, Reginaldo Rossi, Dianna, Sérgio Reis, Júlio Iglesias entre outros, e ouvindo as músicas que meu pai gostava, passei a gostar também. É a mesma coisa de a gente entrar na cápsula do tempo”, comparou Edson.


Antônio Paz é uma figura muito conhecida em Irecê e Região por atuar no ramo da música e o que dizer então do seu exótico veículo? Carro amarelo com plotagem de discos em vinil que por onde passa chama atenção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário