PORTALEUCLIDENSE: Explosão de oleoduto no México deixa 66 mortos

domingo, 20 de janeiro de 2019

Explosão de oleoduto no México deixa 66 mortos

Segundo autoridades, moradores invadiram a área para coletar combustível após um vazamento; país passa por onda persistente de roubo de combustíveis.
Pelo menos 66 pessoas morreram na explosão de um oleoduto da empresa estatal Petróleos Mexicanos (Pemex) na última sexta-feira (18), no estado central de Hidalgo, no México, informou o governo local. Outras 76 ficaram feridas.

Mais cedo, o governo havia divulgado que 21 pessoas haviam morrido. Entre as vítimas, há dois adolescentes de 15 anos e uma criança de 2 anos, segundo a agência Efe.

O acidente ocorreu no final da tarde, no município de Tlahuelilpan, quando dezenas de pessoas aproveitavam um vazamento no local para transportar o combustível em baldes e vasilhas.


A explosão do duto, que havia sido supostamente perfurado por ladrões, lançou labaredas aos céus de Tlahuelilpan, no estado de Hidalgo, região central do México.

O presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, prometeu neste sábado intensificar os esforços para erradicar o roubo de combustível, após a tragédia.

“Nos comunicaram este trágico acidente, onde há muitas pessoas queimadas, que estavam no local tentando coletar combustível que escapou por um vazamento”, explicou o governador Omar Fayad, em entrevista aos canais de televisão “Milenio” e “Foro TV”.

Muitos dos feridos sofreram queimaduras graves, e existe o temor que haja mais corpos carbonizados perto do duto.

O prefeito do município, Juan Pedro Cruz, disse aos jornalistas locais que o vazamento teve início às 17h (horário local, 23h de Brasília). Militares do Exército tentaram isolar a área, mas não conseguiram controlar as cerca de 200 pessoas que haviam invadido o local para pegar o combustível.

Ele disse que os militares pediram aos moradores que deixassem a área, mas eles não prestaram atenção e a tragédia aconteceu. Quando explodiu, o combustível criou uma espécie de barreira de fogo onde estava concentrada grande parte das pessoas.

O incêndio foi controlado pouco antes da 0h (hora local), o que permitirá a remoção dos corpos carbonizados e confirmação do número total de mortos e feridos, informou o secretário de Segurança Pública, Alfonso Durazo.

G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário