PORTALEUCLIDENSE.: Militares de Nicolás Maduro queimam caminhão com ajuda humanitária na fronteira da Venezuela

domingo, 24 de fevereiro de 2019

Militares de Nicolás Maduro queimam caminhão com ajuda humanitária na fronteira da Venezuela

Fortes confrontos ocorreram na tarde deste sábado (23) nas fronteiras venezuelanas com o Brasil e a Colômbia, quando caminhões e manifestantes tentaram romper os bloqueios militares para fazer entrar a ajuda humanitária enviada pelos EUA.
Um caminhão que levava mantimentos da Colômbia para a Venezuela foi queimado por tropas do ditador Nicolás Maduro, na ponte Santander, que liga Cúcuta à cidade venezuelana de Ureña, segundo imagens de um canal de TV venezuelano. Nuvens de fumaça negra subiram e se espalharam pelo ar.

Uma multidão tentou retirar as caixas com os suprimentos de um segundo caminhão, mostram as imagens.

Em Pacaraima (RR), segundo moradores, forças de segurança impediram manifestantes de se aproximar da fronteira com bombas de gás lacrimogêneo

Antes, militares e policiais lançaram gás lacrimogêneo e balas de borracha contra os manifestantes, deixando ao menos seis feridos, nas pontes Simón Bolívar e Santander, que ligam a cidade colombiana de Cúcuta a San Antonio e Ureña, na Venezuela.

Na linha de frente, os manifestantes jogavam pedras para tentar forçar o recuo dos militares.

*Com informações da Folha de São Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário