Morre Gordon Banks, goleiro de "defesa do século" em lance com Pelé.

Goleiro inglês Gordon Banks executa a "defesa do século"
em finalização de cabeça de Pelé na Copa de 1970
Morreu aos 81 anos o inglês Gordon Banks, considerado um dos maiores goleiros da história. Campeão mundial em 1966, ele ficou famoso também pela defesa em cabeçada de Pelé na Copa de 1970.
O anúncio foi feito pela família do jogador em comunicado publicado pelo Stoke City nesta terça-feira (12).

No lance que o tornou célebre mundialmente, conhecido como "a defesa do século", Gordon Banks parou uma cabeçada de Pelé no jogo disputado no dia 7 de junho de 1970, válido pela primeira fase daquele Mundial. O Brasil venceu o jogo por 1 a 0, gol de Jairizinho.


A causa da morte não foi divulgada. Desde dezembro de 2015 ele lutava contra um câncer renal. "É com grande tristeza que anunciamos que Gordon morreu pacificamente durante a noite. 

Estamos devastados por perdê-lo, mas temos tantas memórias felizes e não podíamos ser mais orgulhosos por ele. Pedimos que a privacidade da família seja respeitada", escreveu a família do jogador em mensagem divulgada pelo Stoke City, ex-time do goleiro.

Nascido no dia 30 de dezembro de 1937 em Sheffield, Banks iniciou a carreira no Chesterfield antes de ingressar no Leicester em 1959. No clube, se destacou ao longo de oito anos, virando o goleiro da seleção inglesa a partir de 1963.


Banks jogou em todas as partidas da campanha inglesa no título mundial de 1966, o único do país em Copas. Ele ainda disputou o Mundial de 1970 pelo país e atuou pelo Stoke City até 1973, quando se aposentou. Quatro anos mais tarde, ele voltou à ativa para jogar uma temporada no Fort Lauderdale Strikers, dos Estados Unidos. 

Banks perdeu parte da visão do olho direito em 1972 em um acidente de trânsito.

O que Pelé e Banks falaram sobre o lance 


Em seu site, a Fifa relembrou aspas de Banks e Pelé pelo lance naquele Brasil 1 x 0 Inglaterra de 1970. "Eles não vão se lembrar de mim por ter vencido a Copa do Mundo. Será para essa defesa", disse Banks em 2017. 

Já Pelé ficou incrédulo: "Desde o momento em que cabeceei, tive a certeza de que tinha entrado. Eu já havia começado a pular para comemorar o gol. Então olhei para trás e não acreditei que não tivesse entrado. 

" Repercussão 

A morte de Gordon Banks gerou imediamente grande repercussão, com mensagens de condolências da Fifa, clubes ingleses e antigos companheiros.  

Geoff Hurst, autor de três gols na vitória de 4 a 2 na final da Copa do Mundo de 1966 contra a Alemanha Ocidental, em Wembley, prestou homenagem ao amigo nas redes sociais. 

"Muito triste ao saber que Gordon morreu. Um dos maiores", destacou. 

Veja outras manifestações 

Leicester, seu ex-clube 
"O Leicester está profundamente triste ao saber da morte do nosso antigo goleiro Gordon Banks, que faleceu aos 81 anos". 

Fifa 
"Uma vez campeão, sempre campeão. Estamos profundamente tristes ao saber da morte do campeão do mundo com a Inglaterra. Ele foi um dos melhores goleiros, dono de memórias deslumbrantes de Copas do Mundo e um cavalheiro", escreveu a entidade em seu perfil oficial no Twitter. 

Gianni Infantino, presidente da Fifa 
"É com grande tristeza que soube da morte de Gordon hoje. Como um dos melhores goleiros da história do futebol, Gordon não será apenas lembrado por suas atuações em campo, mas também como campeão e cavalheiro fora do campo". 

West Ham 
"Nossos pensamentos estão com os amigos e familiares de Gordon Banks. Um verdadeiro grande jogador. Descanse em paz, Gordon". 


Seleção da Inglaterra 
"Estamos profundamente tristes pro saber que Gordon Banks, nosso goleiro vencedor da Copa do Mundo, faleceu. Nossos pensamentos estão com amigos de Gordon, família e fãs, neste momento difícil".

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.