Seu filho usa a internet e redes sociais em excesso? CUIDADO

Há sinais de alerta que indicam o uso exagerado da internet e redes sociais por crianças e adolescentes, mas faz-se necessário conhecê-los bem, para saber identificar tal ocorrência.

Os principais sinas de alerta:
Passar a ter insônia: eles apresentam sono irregular. O sono possui horário para chegar e se a criança ou o adolescente não dormir naquele horário, todo seu metabolismo muda. Ele irá sentir sono bem mais tarde e isso fará com que acorde também mais tarde, ou que precise levantar ainda com sono. Este sono mal dormido retarda a mente e causa indisposição ao corpo.

Bulemia: a ânsia de saber e encontrar novidades a cada momento, é um condutor deste distúrbio.
Alteração de humor: as luzes da tela do computador, cansam a mente e a criança ou adolescente, demonstra esta alteração, quando passa a rir ou chorar sem motivo aparente.

Anorexia: o uso exagerado da internet e redes sociais pode ser percebido quando a criança ou adolescente se recusa em alimentar ou não sente apetite em nenhum horário.

Isolamento: o uso constante da internet causa o isolamento. A criança ou o adolescente sentem-se “compensados” com o uso das redes sociais e com isto, a conversa boca a boca, o falar verbalmente com os familiares, algum colega ou desconhecido, acaba no esquecimento e passa a não fazer parte do mundo deles.

Apatia: eles adotam uma postura “despojada”, ou seja, ficam sempre em posição relaxada,  sempre deitados num sofá e usando a internet. Transmitem a sensação de fraqueza, mas não percebem a falta que uma caminhada ou outro movimento fazem.

Queda do rendimento escolar: a criança ou adolescente passa a ter um retrocesso no seu aprendizado. Um dos principais motivos da queda no rendimento escolar está no uso excessivo das mídias eletrônicas e num segundo motivo que é o envolvimento com as práticas de cyberbullying.

Mudança de comportamento: o adolescente poderá agir de duas formas: encerrar sua conversa no celular rapidamente, assim que chegar alguém ou deslocar de lugar.

Os pais e demais educadores precisam ficar atentos, para reconhecer no filho ou no aluno, “diferenças” tais quais as citadas acima e que irão indicar o estado daquele adolescente, constando portanto, o uso exagerado da internet. Todo uso em excesso é prejudicial, mas quando se trata da internet esse mal se intensifica, pois além de viciar as telas e suas luzes causam problemas de visão e neurológico.Outro fator a ser considerado é que, quanto mais tempo se fizer uso da internet, maior será a possibilidade de envolvimento com o cyberbullying, principalmente no papel da vítima.

Sônia Araújo – Ms. em Educação

O respeitar faz bem!

empatianacuca.com.br

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.