Em nome do DEM, ACM Neto expulsa suspeito de hackear celular de Moro do partido: “Condenamos”

“O Democratas Nacional espera que a Justiça esclareça os fatos”

Prefeito de Salvador e presidente nacional do Democratas, ACM Neto expulsou do partido nesta quinta-feira (25) Walter Delgatti , suspeito de ter hackeado o celular do ministro Sérgio Moro e outras autoridades.
“É importante ressaltar que o Democratas não pode se responsabilizar pelas atitudes dos milhares de filiados ao partido e que condenamos, de maneira veemente e dura, o cometimento de qualquer ato de irregularidade por quem quer que seja – filiado ao DEM ou outras legendas”, afirmou Neto.

No comunicado, Neto afirma que o DEM condena a atitude de Walter e o partido não pode ser responsabilizado. Ele afirmou ainda que Walter não tem participação ativa no DEM e espera que a Justiça esclareça os fatos: “O Democratas Nacional espera que a Justiça esclareça os fatos e que os envolvidos no processo criminoso sejam punidos de forma efetiva e com todo rigor”.

Walter Delgatti e outros três foram presos pela Polícia Federal em decorrência da Operação Spoofing, por suspeita de terem invadido o celular do ministro Sérgio Moro e do procurador Deltan Dallagnol. Outras autoridades foram mencionadas no mandado e a PF segue investigando.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.