Vídeo: Damares Alves polemiza ao dizer que meninas são estupradas por não usarem calcinha

Segundo ministra, a melhor forma de combater o crime seria levar fábricas de calcinhas para o local.

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, polemizou após dizer que as meninas da Ilha do Marajó, no Pará, são estupradas porque não usam calcinha.
A declaração foi dada por ela em Brasília, na quarta-feira (24). Segundo Damares, a melhor forma de combater o crime seria levar fábricas de calcinhas para o local, para dar emprego e vender as peças com preços mais baixos.


“Uns especialistas chegaram a falar para nós aqui no gabinete que as meninas lá são exploradas porque elas não têm calcinha. Não usam calcinha, são muito pobres. E disseram: ‘por que o ministério não faz uma campanha para levar calcinhas para lá?’. Conseguimos um monte. Mas por que levar calcinha, se a calcinha vai acabar? Nós temos que levar uma fábrica de calcinha para a Ilha do Marajó”, afirmou.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.