Clima pesa no STF após Fux volta atrás e suspender processo contra Deltan Dallagnol


O clima ficou tenso no Supremo Tribunal Federal (STF) após o ministro Luiz Fux expedir liminar que suspendeu o processo disciplinar contra Deltan Dallagnol no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).
O procurador seria julgado nesta terça-feira (12) por atacar os ministro da Corte Suprema e a representação contra ele foi assinada pelo presidente Dias Toffoli. No entanto, Fux, que havia determinado o julgamento no conselho, na semana passada, voltou atrás e suspendeu a liminar.
Em entrevista a uma rádio, Dallagnol  afirmou que Toffoli, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski formavam uma “panelinha” no STF e que as decisões deles passavam “uma mensagem muito forte de leniência a favor da corrupção”.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.