Ghosn fugiu do Japão em um estojo de instrumento musical, diz jornal


ex-presidente da Nissan-Renault, Carlos Ghosn, teria fugido da prisão domiciliar no Japão em um estojo de instrumento musical de uma banda de música gregoriana que se apresentou em sua casa, de acordo com reportagem do jornal britânico “The Guardian”. As informações, segundo o jornal, são da emissora de televisão libanesa MTV.

Após a apresentação da banda, Ghosn teria entrado em um grande estojo de instrumento musical e sido levado a um pequeno aeroporto. A fuga teria ainda contado com apoio de ex-agentes de forças especiais, mas a reportagem não detalha a que país esses agentes pertenciam.
Um avião particular o levou até Istambul, na Turquia, seguindo posteriormente para o aeroporto internacional de Beirute, no Líbano. Ainda de acordo com a reportagem, o embaixador japonês no Líbano, Matahiro Yamaguchi, estava em uma festa quando a fuga de Ghosn foi noticiada. Abordado pela reportagem da MTV, ele afirmou que o governo japonês não tinha informações sobre a saída de Ghosn da prisão domiciliar.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.