Novo ataque dos Estados Unidos deixa seis mortos no Iraque, diz agência


Um novo ataque aéreo na madrugada deste sábado (4) deixou seis mortos em Bagdá, capital do Iraque. A ação mirava um comandante da milícia iraquiana pró-Irã Hashd al-Shaabi, que faz parte de um grupo de milícias xiitas iraquianas apoiadas pelo Irã.
Segundo a agência Reuters, uma fonte do exército do Iraque afirmou que o ataque aconteceu na estrada de Taji, ao Norte da capital do Iraque. A informação não foi confirmada pelo exército iraquiano, que nega um novo atentado.
Ainda de acordo com a agência, além de seis mortos, o ataque deixou outras três pessoas gravemente feridas. A TV estatal iraquiana atribuiu o ataque aos Estados Unidos, mas não citou o nome da milícia e evitou comentar maiores detalhes do caso.
Segundo a Reuters, a fonte informou também que dois de três veículos que eram parte de um comboio foram encontrados queimados, e que foram encontrados três corpos. Os ataques teriam ocorrido à 1h12, no horário local.
Os mortos ainda não foram identificados, segundo a agência Associated Press, que também confirmou a existência do atentado, mas cita cinco mortes.
O ataque aéreo aos dois carros ocorre um dia após a morte do general Qassem Soleimani, que gerou uma grande tensão entre Estados Unidos e Irã.
Em comunicado divulgado nesta sexta (sábado no Iraque), as Forças de Mobilização Popular também confirmam o ataque aéreo. Acrescentam ainda que, apesar do alvo serem seus milicianos, as vítimas são médicos ligado à organização.
"Fontes iniciais confirmam que o ataque mirou um comboio de médicos das Forças de Mobilização Popular próximo ao estádio de Taji, em Bagdá", diz o texto. O grupo afirma que nenhum de seus líderes foi morto no ataque.
Com a tensão entre os países, os Estados Unidos decidiram enviar quase 3 mil soldados adicionais para o Oriente Médio, como medida de precaução.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.