Corpo de miliciano não apresenta sinais externos de tortura, diz perito contratado pela família do ex-Bope


Após passar por uma nova necropsia, nesta quinta-feira (20) no Instituto Médico Legal do Rio (IML), o corpo do miliciano Adriano da Nóbrega não teria apresentado sinais externos de tortura. Pelo menos foi esta a análise de um perito particular contratado pela família do ex-policial.
O exame durou quase cinco horas e, após sair do local, o perito Talvane de Moraes disse à GloboNews que a análise não é conclusiva e materiais foram coletados para exames laboratoriais. O fato de o corpo do miliciano estar embalsamado teria alterado as condições para o exame.
Além dele, peritos da Polícia Civil do Rio e do Ministério Público carioca fizeram a nova necropsia, solicitada pelo Ministério Público da Bahia. No entanto, ainda não divulgaram o resultado de suas análises.
O IML do RJ informou, na quarta-feira (19), à Justiça que o corpo de Adriano estava apodrecendo.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.