O estúpido recesso da Casa da Cultura em Euclides da Cunha


A linguagem, modo de se vestir, a arte, o comportamento são algumas características que podem ser determinadas por uma cultura que acaba por ter como função possibilitar a cooperação e a comunicação entre aqueles que dela fazem parte.

Todos os povos desde a antiguidade aos dias atuais fizeram da cultura uma força para o desenvolvimento das sociedades. A Grécia antiga foi um dos grandes exemplos, tendo uma cultura tão forte que veio a influenciar até seus dominadores, como o Império Romano.

Mas a Cultura em Euclides da Cunha tem deixado de ser preferência para ser um simples complemento em sua importância para a administração municipal. Não bastando essa falta de interesse na área o Prefeito do Município, através de sua Secretaria Municipal de Governo, Comunicação, Esporte, Eventos e Cultura, comandada por Julles Breno Santos da Silva, editou uma portaria de 18 de dezembro de 2019, fechando a Casa da Cultura de Euclides da Cunha, alegando recesso. 

Mas recesso na Cultura? A Cultura tem férias? Os artistas não têm interesse de se apresentar e o público não deseja assistir as apresentações? Por sinal, esse tal recesso ou férias da Cultura euclidense já ultrapassou os 40 dias. E com esse repentino e inesperado fechamento da Casa da Cultura, como ficam os jovens que estão a passeio em Euclides da Cunha, os que estudam em outras praças e estão visitando Euclides da Cunha?

A Casa da Cultura de Euclides da Cunha foi inaugurada na gestão da ex-Prefeita Fátima Nunes no ano de 2014 e está localizada na Avenida Ruy Barbosa para funcionar como um empreendimento cultural para agregar bens e servir a sociedade euclidense. Neste espaço são realizadas apresentações culturais e da arte em geral, inclusive com realização de cursos em diversas áreas em artesanato e técnicos.

Essa equivocada ação contra a Cultura do município praticada pelo Prefeito Municipal Luciano Pinheiro, via uma de suas secretarias, atinge negativamente um espaço cultural que nesse período poderia está sendo utilizado por euclidenses e até visitantes que chegam em número expressivo ao município nesse período de férias com apresentações, feiras culturais e mantendo vivos os hábitos, crenças e conhecimentos da rica história do município e região.

O repúdio a este ato vem de artistas, toda sociedade e também apresentada pelo Gestor Cultural e membro de um dos pontos da Cultura do Estado da Bahia, Antenor Junior. Em vídeo pela TV Euclides, Antenor expressou grande indignação ao “fechamento e decreto de férias da cultura”. Antenor Junior também demonstrou total repúdio com a falta de convite da Gestão atual, para discussões e debates para ações culturais. Afirmou ainda que a cultura de Euclides da Cunha regrediu bastante nesse período.
TV Euclides, Antenor Junior
rotadanoticia.com

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.