Após polêmica Prefeitura de Euclides da Cunha cancela licitação para estrutura de festa e contratação de trios elétricos para os festejos juninos


Segundo o prefeito Luciano Pinheiro, o processo não destinava, exclusivamente, a uma possível realização dos festejos juninos, mas a todos os possíveis eventos festivos tradicionais do município pelo prazo de um ano

Em meio ao crescimento do número de casos confirmados do novo coroavírus (Covid-19) na Bahia e a recomendação para evitar aglomeração de pessoas, vazou para imprensa na última quinta-feira (19) o extrato de homologação assinado pelo prefeito, Luciano Pinheiro Damasceno (PDT), informando que a empresa Ângelo Som e Entretenimento Eireli, como vencedora da licitação na modalidade pregão presencial e vai receber R$ 1.307.800,00 (um milhão trezentos e sete mil e oitocentos reais) pelos serviços de montagem e desmontagem de equipamento de som e iluminação, trio elétrico, gerador, banheiro químico e palco para eventos. A notícia foi vinculada em vários sites do estado.
Em contato com o prefeito Luciano Pinheiro, ele informou ao CN que se refere à Licitação 022/2020, da Prefeitura em que o processo está em andamento desde o dia 05 de março, e que a publicação no Diário Oficial do Município no dia 19 de março corresponde a mais uma etapa do processo.
O prefeito disse ainda que tem trabalhado com afinco nas medidas de prevenção e combate ao avanço da Covid-19 (coronavírus) e é necessário agir de forma planejada com os demais serviços da administração pública municipal, razão pela qual várias outras licitações estão em andamento nesse momento. “O fato de existir um processo licitatório em andamento, com valor global anual de R$1.307,800, voltado à contratação de empresa para locação de som, palco, gerador, trio elétrico e banheiros químicos, dentre outros equipamentos, não implica dizer que esse valor será usado, mas, estando o processo devidamente realizado, poderá ser utilizado no futuro se houver necessidade”, falou o democrata trabalhista.
Segundo Luciano, esse processo não se destina, exclusivamente, a uma possível realização dos festejos juninos, como se foi irresponsavelmente propagado, mas a todos os possíveis eventos festivos tradicionais do município pelo prazo de um ano, contado a partir do resultado final.
O município de Euclides da Cunha está sob as medidas do Decreto Municipal nº 1870, de 18 de março de 2020, que suspendeu, pelo prazo de 30 dias, a realização de eventos e atividades de qualquer natureza, de caráter público ou privado, com a presença de público. Dessa forma, nenhum evento será realizado até que a Covid-19 esteja completamente eliminada.
Em nota, a Prefeitura decidiu, “em virtude dos comentários e publicações mal-intencionadas que foram criadas e disseminadas entre a população, cancelar nesta segunda-feira, 23 de março, a licitação em questão, para que se finde todos os comentários a respeito, pois o momento requer a atenção de todos focada na luta contra o coronavírus”, diz o comunicado enviado ao CN.
Por fim, a Prefeitura reitera que está tomando medidas de combate e prevenção à Covid-19 (coronavírus), com base nas recomendações e orientações da Organização Mundial da Saúde, do Ministério da Saúde e do Governo do Estado da Bahia, no intuito de agir de forma coletiva e planejada com vistas ao bem de todos.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.