Coronavírus: Copa América é adiada por conta da pandemia


De acordo com a Conmebol, os grupos que já foram sorteados e o formato serão mantidos

Por conta da pandemia do coronavírus a Copa América que seria realizada neste ano, foi adiada para 2021. A competição estava marcada para iniciar no dia 12 de junho, na Argentina e Colômbia.

De acordo com a Conmebol, os grupos que já foram sorteados e o formato serão mantidos. Em nota o presidente da entidade Alejandro Domínguez, agradeçe as assosiações e diz que o evento merece uma atenção e esforçoes concentrados.

A seleção brasileira que é a atual campeã do torneio está no grupo B ao lado de Colômbia, Equador, Peru, Venezuela e Catar, sede da Copa de 2022 e um dos convidados para o torneio.

Confira a nota completa da Conmebol:

“Após uma análise detalhada da situação em relação à evolução mundial e regional do Coronavírus (Covid-19) e das recomendações de organizações internacionais da área de Saúde Pública para tomar precauções extremas, a Conmebol anuncia o adiamento da 47ª edição da Copa América para as datas de 11 de junho a 11 de julho de 2021.

A Confederação, com seu presidente Alejandro Domínguez, juntamente com os 10 presidentes das diferentes Associações Membro, considera que um evento dessa magnitude merece que toda a atenção e esforço sejam concentrados em sua organização; A prioridade de hoje está em segundo plano para proteger a saúde e a segurança das equipes nacionais, torcedores, mídia e cidades-sede.

Gostaríamos de agradecer especialmente aos Presidentes da República Argentina, Don Alberto Fernández, e da República da Colômbia, Don Iván Duque, por todos os sinais de cordialidade e colaboração permanente, juntamente com seus respectivos Ministros e funcionários do governo, pela organização deste grande campeonato. Nesse mesmo sentido, agradecemos também o constante acompanhamento e trabalho dos presidentes da Associação Argentina de Futebol, Claudio Tapia e da Federação Colombiana de Futebol, Ramón Jesurún, para concretizar a Copa América 2020 em seus respectivos países.

Agradecemos também à Uefa e ao seu Presidente, Aleksander Čeferin, pelo trabalho conjunto e pela decisão coordenada de adiar a Euro 2020 em benefício de toda a família do futebol.

Nos próximos meses, a CONMEBOL informará, por meio de seus canais oficiais, sobre as decisões tomadas com as Associações Membros e de acordo com as recomendações das organizações de saúde. “

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.