Do primeiro caso a cancelamento de micareta: coronavírus mudou rotina de Feira de Santana em uma semana; relembre


Uma semana após a confirmação do primeiro caso de coronavírus em Feira de Santana, o prefeito Colbert Martins Filho (MDB), confirmou o adiamento por tempo indeterminado da micareta, tradicional festa do município que costuma reunir cerca de 1 milhão de pessoas. De acordo com o gestor, a medida se trata de um decreto emergencial que afetará a cidade em todos os segmentos. A resolução veda "a realização de eventos de grande aglomeração de pessoas no município por tempo indeterminado - enquanto a situação não for estabilizada no país".
BNews fez um retrospecto dos últimos acontecimentos relacionados ao coronavírus que culminaram no cancelamento do Carnaval fora de época da cidade. A medida muda, consequentemente, a rotina dos quase 500 mil habitantes da Princesa do Sertão, localizada a cerca de 100 quilômetros de Salvador.
Primeiro caso
O secretário da Saúde da Bahia, Fábio Villas Boas, através das redes sociais, confirmou o primeiro caso de coronavírus no Estado na última sexta-feira (6). A ocorrência foi registrada em Feira de Santana, segunda maior cidade baiana. A mulher infectada esteve na Itália e seguia em observação.
"Comunico a confirmação do primeiro caso importado do novo coronavírus (Covid-19) na Bahia, nesta sexta-feira (6). Trata-se de uma mulher de 34 anos, residente na cidade de Feira de Santana, que retornou da Itália em 25 de fevereiro", informou Villas Boas na publicação no Twitter.
Prefeitura monta comitê para monitorar situação
Após confirmação do primeiro caso, a prefeitura de Feira de Santana instalou um comitê na sexta-feira (6), às 16h no gabinete do prefeito Colbert Martins para definir as ações referente a doença na cidade.
Colégio onde estuda filhos de mulher infectada por coronavírus cobra posição de órgãos públicos
Colégio Helyos, situado no município de Feira de Santana, cobrou um posicionamento da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) sobre como a instituição deve proceder, por conta da paciente infectada ser mãe de duas crianças que estudam na escola.
Segundo caso
Mais um caso do Coronavírus na cidade foi confirmado no último sábado (7). O segundo paciente é uma doméstica de 46 anos que teve contato com a primeira pessoa infectada no estado. A cidade agora concentra dois casos do COVID-19 na Bahia.
No twitter, o secretário da Saúde da Bahia, Fábio Villas Boas, informou que a doméstica esteve com a primeira vítima ainda quando ela já apresentava os sintomas. A confirmação do contagio veio depois que amostras foram coletadas e analisadas pelo Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia (Lacen-BA).
Moradores assustados
A confirmação dos dois primeiros casos assustou os moradores da cidade. A reportagem do BNews esteve no município no último sábado (7) e conversou com alguns deles que afirmaram que passaram a redobrar os cuidados após a confirmação da doença na cidade. Na ocasião, a reportagem também entrevistou Melissa Falcão, médica infectologista responsável pelo comitê montado pela prefeitura para monitorar a situação.
MP instaura procedimento para avaliar viabilidade da micareta
Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) instaurou, na segunda-feira (9), um procedimento administrativo para acompanhar as políticas públicas relativas à vigilância epidemiológica do coronavírus (Covid-19) em Feira de Santana. Informações foram recolhidas para avaliar a viabilidade da realização da Micareta de 2020, prevista, até então, para ocorrer entre 23 a 26 de abril.
Objetivo do procedimento buscava garantias de que a aglomeração de pessoas não ofereceria riscos de saúde à população.
Terceiro caso
A cidade de Feira de Santana registrou o terceiro caso de coronavírus, nesta quarta-feira (11). De acordo com a Secretaria estadual de Saúde, uma mulher de 68 anos contraiu o vírus da filha (que teve o caso anunciado na semana passada).
A idosa está em quarentena, isolada em casa desde que apresentou os primeiros sintomas. Na segunda-feira (9), uma equipe da Secretaria de Saúde coletou o material da mulher para realizar o exame laboratorial, cujo resultado deu positivo para o Covid-19 nesta quarta.
Secretário de Saúde recomenda cancelamento de micareta
O secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas-Boas, recomendou o cancelamento da Micareta de Feira durante coletiva de imprensa realizada nesta quinta-feira (12), na sede da pasta, no CAB.
"A secretaria considera que há um risco aumentado de contaminação durante a Micareta de Feira. A secretaria não proíbe nada. Cabe as autoridades tomar a decisão. No caso de Feira, o promotor tem o poder de tomar essa decisão judicial ou o prefeito", afirmou Vilas-Boas.
Prefeito anuncia adiamento de micareta
O prefeito de Feira de Santana, Colbert Filho, confirmou nesta sexta-feira (13), o adiamento da micareta da cidade que estava prevista para ocorrer entre os dias 23 e 26 de abril.
“Estamos decretando uma situação excepcional em Feira de Santana com relação aos eventos festivos na cidade e eventos de massa. Faltam 40 dias para a Micareta e estamos adiando a Micareta. Estamos tratando de transmissão de vírus em eventos. É um decreto emergencial que afetará nossa cidade em todos os segmentos (...) Várias unidades estão suspendendo cirurgias eletivas”, declarou o prefeito durante coletiva de imprensa realizada no auditório da Secretaria Municipal de Saúde da cidade.
Dados suspeitos no Estado - A Bahia tem 66 casos suspeitos de coronavírus. O dado foi atualizado pelo próprio secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas-Boas, em coletiva de imprensa realizada nesta quinta-feira (12). Ao todo foram 216 notificados, 147 descartados, 66 em análise laboratorial, em 26 municípios baianos.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.