Professor preso em SP oferecia filha para favores sexuais por dinheiro


A Polícia Civil de São Paulo prendeu um professor de 33 anos suspeito de oferecer a filha para atos sexuais em troca de dinheiro, segundo investigação.

A prisão ocorreu na manhã desta terça-feira, 10, em Assis, no interior de São Paulo, durante operação de combate a pornografia infantil e estupro de vulnerável. As informações são do G1.
Na casa do suspeito em Marília, os policiais encontram fotos e vídeos com cenas pornográficas envolvendo crianças e adolescentes armazenadas em um computador.

A prisão aconteceu após denúncia de que uma mulher estaria compartilhando fotos de crianças nuas e em traje de banho num site de relacionamento. As investigações apontaram que a mulher era, na verdade, um professor da rede pública de Assis e que a linha telefônica dele estava cadastrada com dados falsos de outra professora.
Em depoimento, o professor disse que era uma fantasia sexual dele, mas que nenhum ato foi concretizado.
Em nota, a Secretaria Municipal de Educação de Assis informou, que o servidor da pasta não é professor e não atua em sala de aula, mas ocupa cargo administrativo. Informou  ainda que a prefeitura vai colaborar com as investigações e que a acusação contra ele ocorre fora do serviço público.

Como denunciar casos de abuso infantil e como orientar a criança

Diariamente, crianças e adolescentes são expostos à violência sexual. Até abril de 2019, o Disque 100 recebeu mais de 4 mil denúncias de abuso infantil em todo o Brasil, mas sabemos que esses dados não estão nem perto da realidade, uma vez que ainda é difícil ter estatísticas que realmente abranjam o problema de forma real.
Isso se dá por inúmeros fatores como, por exemplo, pelo preconceito e pelo silêncio das vítimas (que às vezes não entendem o que está acontecendo com elas) e pela “vergonha” e falta de informação sobre o assunto de familiares.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.