Portal Euclidense: Braço-direito de Augusto Aras não vê provas em vídeo e contesta entrega de celular de Bolsonaro ao STF

INICIO

segunda-feira, 25 de maio de 2020

Braço-direito de Augusto Aras não vê provas em vídeo e contesta entrega de celular de Bolsonaro ao STF


braço-direito do procurador-geral da República, Augusto Aras, o secretário-geral do Ministério Público da União (MPU), Eitel Santiago, afirmou que o vídeo da reunião ministerial não contém provas de interferência do presidente Jair Bolsonaro na Polícia Federal.

A declaração foi dada durante entrevista à emissora CNN, quando Santiago disparou: “Vi o vídeo e nele não aparece qualquer indício de interferência do Presidente em alguma investigação que esteja em curso. Sobre o tema, o vídeo é um risco na água”.
Ainda segundo o secretário-geral do MPU, ele pensa diferente do que o ex-procurador-geral da República, Cláudio Fonteles. “Na minha opinião, a fala de Fonteles é fruto de lamentável facciosismo político", disse.
Eitel Santiago também afirmou que Fonteles "não tem autoridade" para pressionar Aras com avaliações próprias sobre a investigação. "Notório simpatizante do PT, quando era PGR, Fonteles deixou que a paixão política contaminasse a própria atuação dele na chefia do MPF”.
O secretário-geral do MPU destacou, inclusive, que qualquer possibilidade de apreensão do celular do presidente Jair Bolsonaro para a investigação "deve ser repelida", em razão de jurisprudência dos tribunais e do sigilo das comunicações presidenciais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário