Câmara de Vereadores aprova afastamento do prefeito de Jequié por 90 dias

[Câmara de Vereadores aprova afastamento do prefeito de Jequié por 90 dias]

Câmara de Vereadores de Jequié aprovou, nesta terça-feira (16), o afastamento do prefeito Sérgio da Gameleira por 90 dias, sem prejuízo da remuneração. O vice-prefeito Hassan Youssef deve assumir o cargo temporariamente. 

Foram dez votos a favor e seis contra o afastamento. Gameleira foi denunciado à Câmara após ter que pagar multas por não repassar ao INSS os valores descontados nos contracheques dos servidores municipais. Além disso, foram apontadas supostas fraudes em dispensa de licitação e o atraso, em mais de dois meses, no pagamento dos trabalhadores da prefeitura.

Este foi o quarto pedido de afastamento do prefeito. De acordo com o blog Marcos Cangussu, o membro do Partido Verde e professor José Carlos Almeida Silva Filho, que protocolou essa solicitação, argumentou que Gameleira cometeu infrações administrativas. Em outro pedido encaminhado à Câmara, desta vez pelo professor Reginaldo Barros, são elencados desvios nas verbas dos precatórios que deveriam ser destinadas à educação.

Segundo o Ministério Público da Bahia, o gestor municipal teria causado prejuízos de quase R$ 5 milhões aos cofres públicos. De acordo com a ação ajuizada pelo promotor de Justiça Rafael de Castro Matias, o prefeito tem, desde 2017, deixado de realizar repasses para o Instituto de Previdência dos Servidores Municipais de Jequié (Iprej), enquanto, por exemplo, faz gastos milionários em contratos de publicidade. A dívida do município com o Iprej ultrapassa R$ 41 milhões.

Na sessão desta terça, a primeira ordinária após ser decretado o toque de recolher na cidade em decorrência do coronavírus, não houve a presença do público. Os vereadores e servidores foram testados para a Covid-19, a fim de que pudessem participar da votação. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.