COMO FUNCIONA O ASFALTO USINADO A QUENTE PARA APLICAÇÃO A FRIO?


O asfalto frio ou asfalto usinado a quente para aplicação a frio, comumente comercializado em sacos, é um Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ) com adição de polímeros e aditivos que retardam a cura (ou endurecimento) do asfalto, possibilitando assim a sua estocagem e aplicação a frio, principalmente em pequenas quantidades.

saco

O processo de fabricação é semelhante ao asfalto convencional, onde os agregados pétreos e o cimento asfáltico de petróleo são misturados a quente em uma usina de asfalto. Durante este processo são adicionados os polímeros e aditivos que permitem o uso prolongado do asfalto mesmo depois de frio. Quando sai da usina o asfalto frio é estocado e ensacado para comercialização, porém em alguns casos também pode ser fornecido a granel. Além de poder ser ensacado e estocado, a aplicação a frio ainda proporciona diversas vantagens.

  • Pode ser aplicado na chuva ou em buracos com água - Diferentemente do asfalto convencional o asfalto frio pode ser aplicado na chuva ou em buracos com água. O asfalto convencional deve ser aplicado e compactado a quente e portanto quando entra em contato com a água da chuva ou de uma poça d'água ele esfria rapidamente perdendo sua capacidade de resistência e aderência. Já o asfalto frio é concebido para ser aplicado e compactado na temperatura ambiente portanto não sofre este resfriamento repentino em contato com a água e mantêm dessa maneira sua aderência e capacidade de suporte.

  • Compactação Alternativa - A compactação tradicional utilizada em obras de pavimentação comuns não é necessária quando utilizamos asfalto frio, em geral são utilizados rolos lisos ou de pneus, equipamentos de grande produtividade que podem compactar grandes áreas de asfalto em pouco tempo. Como o asfalto convencional precisa ser aplicado e compactado em altas temperaturas este serviço precisa ser realizado de forma rápida, antes que o asfalto esfrie. Com o asfalto frio estes equipamentos que na maioria das vezes são muito caros não precisam ser utilizados. Na maior parte das aplicações basta uma placa vibratória ou o próprio pneu do carro ou do caminhão para realizar a compactação, esta facilidade também é proporcionada pelos polímeros e aditivos que melhoram a trabalhabilidade da massa asfáltica.

  • OLYMPUS DIGITAL CAMERA

  • Não emulsionado - Além de facilitar a compactação os polímeros e aditivos adicionados na massa asfáltica, na hora da usinagem, dispensam a realização de imprimação e pintura de ligação. Estas duas etapas precedem a etapa de aplicação da massa asfáltica convencional e permitem a perfeita adesão do asfalto a camada de base. No caso do asfalto frio estas fases não são necessárias pois os aditivos presentes no mesmo proporcionam a perfeita adesão do pavimento às camadas inferiores, sem grudar nos pneus dos carros ou nas solas dos sapatos.

  • Estocável por até 12 meses - Como mencionado antes o asfalto frio possibilita que seja ensacado e estocado por até 12 meses sem prejuízos para sua aplicação. Os aditivos e polímeros adicionados na mistura criam uma película envolta da massa protegendo o asfalto da compactação indesejada e do endurecimento.

  • IMG_1019

  • Fácil aplicação - Como pode ser ensacado e facilmente transportado o asfalto frio é fácil de aplicar, além disso como não é emulsionado já vem pronto para aplicação. Basta limpar o local, abrir o saco, espalhar a massa e compactar.

  • Em resumo o asfalto usinado a quente para aplicação à frio é uma solução perfeita para reparos em pavimentos asfálticos ou para pavimentação de pequenas áreas, possibilitando o fornecimento, estocagem e transporte em pequenas quantidades. 

  • É amplamente utilizado em operações tapa-buracos, estacionamentos, rodovias e pátios em geral, sua capacidade de ser aplicado na chuva permite ser utilizado de forma emergencial executando reparos em buracos cheios d'água. Sua composição permite também facilidades na hora da compactação dispensando equipamentos pesados e mão de obra robusta, permitindo a utilização de uma equipe reduzida e equipamentos mais simples, diminuindo custos. 

  • Se for analisado de forma simplória e considerando apenas o preço por tonelada o asfalto usinado a quente para aplicação à frio é mais caro, pois é produzido em quantidades menores e recebe aditivos e polímeros. Porém se considerarmos as facilidades de transporte, execução em dias de chuva, aproveitamento de 100%, maior durabilidade e custos reduzidos com equipamentos e mão de obra os preço final fica muito mais barato.

  • Diferenciais NOVO ASFALTO

  • O asfalto usinado a quente para aplicação a frio da NOVO ASFALTO é modificado por polímeros de borracha (SBS, SBR e RET) o que proporciona 30% mais resistência que o asfalto convencional, ideal para áreas danificadas pelo tráfego de veículos e caminhões. Gostou do post? Deixe seu comentário! Quer saber mais sobre asfalto frio, entre em contato conosco, estamos a disposição para atende-lo e esclarecer suas dúvidas.

    novoasfalto.com

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.