Portal Euclidense: 'Frente fria histórica' pode atingir o Brasil nesta semana

INICIO

quinta-feira, 20 de agosto de 2020

'Frente fria histórica' pode atingir o Brasil nesta semana

A partir desta quarta-feira (19), uma frente fria de importância histórica pode estar chegando ao Brasil.
Que o fenômeno trará consequências inesperadas para o clima do país, os meteorologistas não têm dúvidas, mas o fato é que essa frente fria, em especial, poderá ter a mesma dimensão de massas polares históricas que atingiram o nosso país em 1955, 1963, 1975 e 1985.

Fenômeno tomará boa parte da América do Sul

A massa de ar frio se formou próximo ao Polo Sul e alcançou o continente, subindo pelo sul da Argentina. Massas de ar frio comuns, geralmente têm 1 quilômetro de espessura, indo da superfície até a atmosfera. A coluna de ar frio que chega ao Brasil hoje (19) tem 5 ou 6 quilômetros de espessura.

Devido a essas proporções, ela deve invadir grande parte do interior da América do Sul e do território brasileiro, podendo chegar até a Linha do Equador. O fenômeno vai derrubar as temperaturas até em regiões onde hoje registram temperaturas máximas próximas dos 40 ºC. O frio será sentido com bastante intensidade até no sul do Amazonas, em estados como Acre e Rondônia, e na região Nordeste.

Chuvas, granizo, geada e neve

Apesar de extremamente fria e seca, a gigantesca massa de ar frio poderá causar muitas chuvas em algumas regiões mais quentes. Isso deverá ocorrer justamente pelo encontro de massas de ar com características bem diferentes. Chuvas de granizo também são esperadas.
Com o avanço da frente fria, o clima deve se estabilizar e as chuvas devem começar a parar a partir de sábado.
Já nas regiões mais frias do país, onde há nuvens carregadas, a massa de ar fria deve causar a ocorrência de neve e geadas. Isso deve ocorrer nas serras do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e do Paraná.

Em Cuiabá, a previsão é de que a temperatura máxima para esta quarta-feira seja de 40 ºC. Já na sexta-feira, a máxima não deve passar dos 20 ºC.

Nenhum comentário:

Postar um comentário