Portal Euclidense: Grupo religioso tenta invadir hospital contra aborto de menina grávida aos 10 anos

INICIO

segunda-feira, 17 de agosto de 2020

Grupo religioso tenta invadir hospital contra aborto de menina grávida aos 10 anos

Um grupo de religiosos tentou invadir um hospital no Recife (PE), no início da noite deste domingo (16),
para protestar contra a interrupção da gravidez de uma menina de 10 anos, estuprada pelo tio de 33. Ela foi transferida ao local após o Hospital Universitário Cassiano Antônio Moraes, em Vitória (ES), se recusar a fazer o procedimento.

A Polícia Militar foi enviada ao local para controlar a situação. O grupo foi convocado pelas redes sociais após a ativista de extrema-direita Sara Giromini (conhecida como Sara Winter) divulgar a identidade da vítima - contrariando as leis de proteção de crianças e adolescentes. O protesto e a divulgação da identidade da menina causou revolta nas redes sociais.


Entenda o caso
A informação sobre a autorização judicial para o aborto foi antecipada pela TV Gazeta, afiliada da TV Globo no estado. No despacho, publicado na última sexta-feira (14), o juiz da Vara da Infância e da Juventude da cidade de São Mateus, Antonio Moreira Fernandes, determinou que a criança seja submetida ao procedimento de melhor viabilidade para preservar a vida da vítima.
Para respaldar sua decisão, o juiz disse em seu despacho que atendeu ao desejo da vítima, que não quer dar continuidade à gestação. De acordo com a legislação brasileira, o aborto é autorizado em casos de gravidez resultante de estupro, desde que o procedimento tenha consentimento da gestante ou, em caso de incapaz, de seu representante legal.
Segundo o jornal Folha de São Paulo, buscas foram feitas em cidades do interior da Bahia, onde residem os familiares do suspeito, mas a polícia informou que o paradeiro dele é desconhecido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário