Portal Euclidense: Silvânia Matos é Eleita como a Primeira Prefeita Mulher de Monte Santo

INICIO

terça-feira, 17 de novembro de 2020

Silvânia Matos é Eleita como a Primeira Prefeita Mulher de Monte Santo

Pela Primeira Vez é Eleita uma Mulher para os Cargos de Prefeito e Vice-Prefeito, respectivamente em Monte Santo

Silvânia Matos foi eleita como a primeira Prefeita Mulher de Monte Santo e sua Vice, Itácia Andrade, filha do ex-Prefeito Jorge Andrade, também se consagra como a primeira Vice-Prefeita, mulher, do Município.

Este feito histórico foi garantido neste domingo 15/11, quando as urnas revelaram a vitória das Candidatas que conseguiram a marca de 16.922 votos contra 14.886 do atual Prefeito Vando, que concorreu à reeleição com Sidnei do Hiper Real como Vice, ficando com 2.036 mil votos de frente.


A apuração dos votos foi disputada nas primeiras parciais com alternâncias entre uma e outra Coligação, vendo-se na primeira apuração oficial que a Candidata Silvania estava com uma vantagem e logo após o Candidato Vando assumiu a frente, mas na reta final a Candidata Silvânia Matos passou à frente e conseguiu sagrar-se vencedora neste pleito.


Entre os Vereadores eleitos para compor a Câmara no quadriênico 2021/2024, vê-se que a Coligação do atual Prefeito Vando elegeu uma maioria qualificada de Vereadores (10) e a Coligação da Candidata Vencedora só conseguiu eleger um terço (05) dos Vereadores que comporão a Câmara, sendo os seguintes:


1º lugar o Vereador, atual Presidente da Câmara, 
Rodnei do Elizeu - PSC com 1.057 votos; 
2º lugar: Kelsem Carvalho - PSC com 1.050 votos; 
3º lugar: Marquinhos do Lêu - PSC, com 920 votos; 
4º lugar: Rosilange Ribeiro – DEM, com 905 votos; 
5º lugar: Willians Alves – PSD, com 882 votos; 
6º lugar: Berguindo – PSD, com 862 votos; 
7º lugar; Carlinhos Alto Peças – DEM, com 855 votos; 
8º: Batista – PSC, com 847 votos; 
9º Goré - PSC, com 775 votos; 
10º - Paulina – DEM, com 752 votos; 
11º - Cleber do Rege – DEM, com 722 votos; 
12º - Bira do Valtinho – PSB, com 717 votos; 
13º - Marcos Pachequinho – PcdoB, com 666 votos; 
14º - Dominguinhos – PSC, com 618 votos e em último lugar, 
15º - Nigerfson Barbosa – PSB, com 511 votos.


Curiosidades na Eleição para Vereador:


A Câmera de Vereadores de Monte Santo para os próximos 4 anos se manteve em sua grande maioria com os mesmos vereadores, porém houve uma renovação de 46% (7 novos Vereadores eleitos). No novo quadro, a vitória das mulheres para Prefeitura, não refletiu na Câmara que manteve a sua maioria de homens, perdendo uma cadeira de mulher, a Vereadora Salete-DEM que não se candidatou à reeleição, dando espaço ao Candidato Batista-PSC.


Dos 7 novos Vereadores eleitos, 5 são ligados à base da Prefeita eleita Silvânia e 2 ligados à base do atual Prefeito Vando, sendo que, dos novos, o destaque ficou para do atual Prefeito: Kelsen Carvalho que foi o segundo mais votado com 1.050 votos, seguido pelos Candidatos da Prefeita eleita: Willians Alves que obteve 885 seguido pelo Candidato Berguinho com 862 votos. Logo após, vem o candidato Batista que volta a ocupar uma cadeira na Câmara, com  847 Votos. Em seguida, por mais três da base da nova Prefeita: Bira do Valtinho com 717 votos; Pachequinho com 666 votos e  Nigerfson Barbosa com 511 votos.


Os Vereadores que não conseguiram se se reeleger são: Gilson Pinto que foi o candidato mais votado das eleições passadas com 1.454 votos mas que neste pleito somou apenas 713 votos, perdendo 741 votos (mais da metade dos seus eleitores), ficando de fora nestas eleições por uma diferença de apenas 9 votos com relação ao último Vereador eleito pelo DEM, Cleber do Rege.


Pedro Almeida do PSC que nas eleições de 2016 se elegeu com 965 votos, só obteve 567 em 2020, perdendo 398 eleitores e não conseguiu se reeleger. Ernesto Santana que em 2016 se elegeu com 815 votos, só obteve 426 em 2020, perdendo 389 eleitores e também não conseguiu se reeleger.

Chamou a atenção a debandada do PT em apoio à Candidata Silvania Matos pelo fato de que os 2 Vereadores eleitos em 2016: Samuel Reis que nas eleições passadas obteve 754 votos, só obteve 259 votos em 2020, perdendo 495 eleitores e Jânio Aparecido que em 2016 foi eleito com 418 votos, só obteve 151 em 2020, perdendo 267 eleitores.


Dos candidatos à reeleição e que se mantiveram no Mandato o destaque vai para o atual Presidente da Câmara, Rodinei do Elizeu, o mais votado nestas eleições com 1.057 votos, verificando-se, ainda, os candidatos que conseguiram superar sua votação em comparação com as eleições de 2016, sendo: Rosilange Ribeiro que nas eleições de 2016 obteve 894 votos, agora foi reeleita com 905 votos;  Marquinhos do Lêu que nas eleições de 2016 foi eleito com  855 votos, agora foi reeleito com 920 votos e Goré que nas eleições de 2016 foi eleito com 757 votos, agora foi reeleito com 775 votos.


Dos novos candidatos que não conseguiram se eleger, o destaque vai para Berg da BG que obteve 650 votos, com uma diferença negativa de 72 votos em relação ao último colocado de seu Partido: Cleber do Rege que nas eleições de 2016 foi reeleito com 858 votos, foi reeleito agora com 722 votos, perdendo 136 eleitores.


Uma curiosidade nestas eleições foi o empate ocorrido entre os Candidatos Rogério do Josá e Dominguinhos, ambos do PSC que obtiveram exatamente 618 votos, porém pelo fato de Dominguinhos ser mais velho, acabou sendo eleito no critério de desempate.


Breve análise da Vitória de Silvânia Matos

Observando-se que a Prefeita eleita obteve 
16.922 votos e que apenas 2 Candidatos a Vereadores do seu Partido foram eleitos, com 717 e 511 votos respectivamente = 1.228 votos, vê-se que a Candidata foi eleita por seu carisma, determinação e acima de tudo a esperança do povo de Monte Santo de que a primeira Prefeita, Mulher e Evangélica, possa governar para todos e mudar a realidade, principalmente quanto aos mais necessitados, que foi uma das principais bandeiras da sua Campanha, focada nas oportunidades de trabalho e renda para os jovens, não só dependentes da Prefeitura, mas como também incentivando o empreendedorismo no Município, ainda porque Silvania Matos tem uma história de sucesso como empreendedora. Estudou o Ensino Médio em Escola Pública (IEMS) e muito cedo saiu do Povoado de Lagoa das Pedras para continuar estudos e trabalhar em São Paulo para ajudar a sua família.


Em São Paulo conseguiu prosperidade, mas retornou à suas origens, candidatando-se ao Cargo de Vereadora em 2012, ocupando uma cadeira no período de 2013/2016 em que foi combativa no grupo de oposição, sempre lutando para mudar a realidade, especialmente nas áreas de Saúde e Educação. Com a mesma bandeira da sua atual Campanha, Silvania se candidatou ao Cargo de Prefeito, pela primeira vez em 2016 criando uma base eleitoral sólida e em 2018 concorreu ao Cargo de Deputado, renovando o seu eleitorado e agora, mais uma vez concorreu ao Cargo de Prefeito, sendo então eleita a primeira mulher Prefeita da história política de Monte Santo.


Destaque para a sua Equipe de Comunicação e Marketing que nesta campanha exerceu papel muito importante ressaltando o engajamento e força da Candidata nas redes sociais, fazendo chegar a sua mensagem aos eleitores e garantir o grande apoio das mulheres e da juventude nesta eleição, muitos deles que votaram pela primeira vez, tiveram um papel fundamental na vitória da Candidata.  


Analisando os apoios obtidos nesta campanha o mérito de Silvania fica ainda maior pois apesar de fazer diferença principalmente na frente, se analisarmos a eleição dos vereadores vimos que o apoio do PT não somou muito, já que os eleitores do Partido não conseguiram eleger nenhum Vereador, perdendo as duas cadeiras que tinham. A Candidata a Vice, Itácia Andrade, filha do ex-Prefeito Jorge Andrade, do PSD também só conseguiu eleger 2 Vereadores com 882 e 862 votos, respectivamente = 1744 votos. Já o PCdoB que tinha à frente a Candidata representante da APLB-Sindicato, Professora Alexandra Cardoso que não conseguiu se eleger, fez apenas 1 Vereador do Partido o Pachequinho que ficou com 666 votos.


Vê-se, por essa ótica que o PT, com a atitude de retirar a candidatura à Prefeito de Luiz Costa, por imposição do Diretório Regional para apoiar a Candidatura de Silvania, sofreu a maior derrota no Município quando não conseguiu eleger nenhum candidato, anulando-se nesta Campanha, perdendo, assim, duas posições importantes: Samuel Reis que obteve apenas 259 votos e Jânio Aparecido que só obteve 151 votos, lembrando que em 2016 Samuel obteve 754 votos e Jânio obteve 418 votos.


A Prefeita eleita tem tudo para fazer uma ótima gestão, independentemente da formação do Legislativo, uma vez que que encontrará um Município com suas contas ajustadas, funcionalismo com salários em dia, prédios públicos reformados e uma frota de veículos em perfeito estado e ainda poderá contar com o Hospital Municipal reconstruído pelo atual Prefeito, quadro totalmente diferente do que Vando encontrou em janeiro de 2017 quando assumiu um Município com dívidas e todos os bens públicos em situação precária.


Nas Redes Sociais a nova Prefeita Agradeceu a todos pela vitória: "Muito obrigada Gente!!! DEUS é Fiel! O amor e a esperança venceram." disse Silvânia.


Confira abaixo o Resultado Final das Eleições 2020



Fonte: MonteSanto.net com dados do TSE

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário