Portal Euclidense: Elba Ramalho diz que imóvel estava alugado quando festa foi encerrada: “Estava na missa”

INICIO

quarta-feira, 30 de dezembro de 2020

Elba Ramalho diz que imóvel estava alugado quando festa foi encerrada: “Estava na missa”

Cantora disse ainda que não pode responder pela festa que acontecia em sua residência e elogiou o trabalho da Polícia.

A cantora Elba Ramalho usou as redes sociais na madrugada desta quarta-feira (30) para se pronunciar sobre a festa com cerca de 500 pessoas que acontecia em seu imóvel e foi encerrada pela polícia nesta terça-feira (29) em Trancoso.

Ela pontuou que o imóvel estava alugado e afirmou aos contratantes que a justiça definiu que eventos só poderiam ter 200 pessoas. Ela afirmou que estava na missa quando começou a saber do ocorrido.

“A casa foi alugada do dia 25 de dezembro ao dia 4 de janeiro, como todos os anos eu faço. Esse é um período em que eu alugo outra casa ou fico numa pousada porque eu venho mesmo para descansar. A casa está nas mãos de outras pessoas, que vão responder. A responsabilidade é delas, não é minha”, disse Elba.

“Estava na missa. Estava na igreja às 19h, fazendo a leitura de Salmos quando comecei a receber mensagem sem entender o que estava acontecendo. Fui incisiva com eles, dizendo que não poderiam infringir a regra determinada pelo juiz de Porto Seguro, que seria festa somente para 200 pessoas. Eles sabiam disso”, pontuou Elba.

A cantora disse ainda que não pode responder pela festa que acontecia em sua residência e que está chateada com as pessoas que alugaram sua residência e elogiou o trabalho da Polícia.

“Realmente eu sou totalmente inocente nessa história. Sou uma pessoa supertranquila, não gosto de festas. Minha relação é com o povo da terra. Estou num lugar muito calmo e não posso responder pelas pessoas que alugaram a casa. A polícia fez muito bem em ir lá e acabar com a festa. Pra mim, foi um susto saber que eles estavam fazendo isso até porque eu estava o tempo todo atenta, dizendo não pode fazer, não pode infringir a lei”.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário