Portal Euclidense: Dançarina Luanny Grandona é assassinada a tiros em Salvador após briga

INICIO

quinta-feira, 21 de janeiro de 2021

Dançarina Luanny Grandona é assassinada a tiros em Salvador após briga

Luane Bispo dos Santos tinha 23 anos. Conhecidos dizem que ela foi morta após discutir com um homem
A dançarina Luane Bispo dos Santos, 23 anos, recebia com frequência mensagens acerca do corpo, com curvas acentuadas, o qual lhe rendeu o apelido "Luanny Gradona". No Instagram, com mais de 79 mil seguidores, o último post, porém, estava permeado de mensagens de adeus: a mulher foi assassinada a tiros no bairro São Cristóvão, em Salvador, na noite desta terça-feira (19). As informações são do jornal Correio.

Pessoas conhecidas de Luane afirmam que ela foi morta após discutir com um homem numa festa em Fazenda Cassange, por volta das 3h. Relatos sobre a discussão em conversa num grupo de WhatsApp foram obtidos pelo Correio. “Botou o dedo na cara e chamou o cara de p** no c*”, diz trecho". Depois da fala, a dançarina pediu um carro por aplicativo, o qual foi parado pelo criminoso, armado. “Aí, quando estava saindo, o cara parou o carro e disse: ‘só quero ela’. O cara tirou ela do carro e meteu bala”, diz outra parte do diálogo.

Ainda segundo as conversas, Luane foi baleada três vezes. "O cara deu vários tiros, mas só acertou três. Costela, braço e perna”.

A Polícia Civil afirma que ela chegou a ser socorrida para a emergência do Hospital Menandro de Faria, em Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), mas não resistiu aos ferimentos. A 1ªDH/Atlântico, responsável pela investigação, ainda não têm mais informações sobre as circunstâncias, autoria e motivação do crime. A Polícia Militar disse não ter sido acionada para a ocorrência.

A mãe de Luane, Luciana Bispo, disse, em telefonema ao Correio, que não tem ideia do motivo da briga e nem sabe quem matou a filha caçula — ela tem outra filha, mais velha. “Nem sei direito. Eu nem fui ver as redes sociais, porque eu sei que as pessoas aumentam muito. Não esperava isso. Mãe nenhuma quer enterrar um filho, ainda mais desta forma. Minha situação hoje é delicada. Como mãe, não tenho condições emocionais de falar mais nada”, lamentou.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário