Portal Euclidense: São Paulo deve voltar à fase vermelha à noite e nos finais de semana e feriados

INICIO

22/01/2021

São Paulo deve voltar à fase vermelha à noite e nos finais de semana e feriados

Durante a semana, a medida passará a valer no período noturno, das 20h às 6h, para as regiões que se estiverem na fase amarela e laranja da proposta

O governador de São Pauo, João Doria (PSDB). deve anunciar nesta sexta-feira (22) um endurecimento da flexibilização da quarentena no estado, por conta do aumento de casos na pandemia do novo coronavírus. Ele deverá recuar todas as cidades para a fase vermelha nos finais de semana e feriados, permitindo apenas os serviços considerados essenciais. A ideia é diminuir a curva de contaminação e, consequentemente, diminuir o risco de colapso no sistema de saúde.

Durante a semana, a medida passará a valer no período noturno, das 20h às 6h, para as regiões que se estiverem na fase amarela e laranja da proposta. Em Taubaté, por exemplo, a prefeitura já decretou um lockdown das 23h Às 5h, mesmo estando na fase laranja. Na cidade, 100% dos leitos de UTI da rede municipal já estão ocupados.

De acordo com a proposta do governo, seis novas regiões devem regredir à fase vermelha, na qual atualmente está apenas Marília. A capital paulista e a Grande São Paulo também sofrerão alterações e ficarão na fase laranja, que não permite o funcionamento dos bares.

O Plano São Paulo prevê o rebaixamento para fases com regras mais restritivas da quarentena em regiões que apresentam grande aumento semanal de novas internações, mortes, casos ou taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Apesar de destacar o aumento da ocupação de leitos de UTI no interior e na Grande São Paulo, o governo não antecipou quais são as regiões que devem mudar de fase.

"Tivemos como taxa de ocupação em leitos de UTI na Grande São Paulo um aumento significativo em números percentuais, especialmente de 5 de janeiro até 19 de janeiro, em que passamos de 65% para 70,5%. No interior e no litoral essa média foi maior, [subiu] cerca de 10% do início de janeiro até dia 19 de janeiro, mostrando nitidamente a franca expansão da pandemia principalmente no interior. O estado como um todo teve um incremento de 8% nas taxas de ocupação de UTI", disse o secretário estadual da Saúde, Jean Gorinchteyn, durante coletiva de imprensa nesta semana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário