Portal Euclidense: Itapetinga: Avião quase não pousa após ter quase 200 litros de combustível furtados

INICIO

sábado, 17 de abril de 2021

Itapetinga: Avião quase não pousa após ter quase 200 litros de combustível furtados

O vigilante contou em depoimento que o comparsa subtraiu o combustível porque precisava de dinheiro.

Um voo que tinha saído de Itapetinga, no Sudoeste, quase teve uma pane por falta de combustível. O fato ocorreu após furto de quase 200 litros de combustível da aeronave. Um vigilante do aeroporto de Itapetinga e outro homem, apontados como autores do crime, foram presos nesta quinta-feira (15). Segundo a Polícia Civil, a falta de combustível foi percebida pelo piloto do avião, um bimotor modelo Beechcraft Baron, quando após 40 minutos de voo de volta para Salvador houve uma pane seca no motor direito.

Depois de a aeronave conseguir pousar no aeroporto da capital baiana, o condutor constatou a falta de quase 200 litros de combustível. “A subtração do combustível por pouco não causou a queda da aeronave. O vigilante contou em depoimento que o comparsa subtraiu o combustível porque precisava de dinheiro. O vigilante ainda mostrou aos policiais como era retirado o combustível, através de um dreno que fica sob as asas das aeronaves”, informou o coordenador da 21ª Coorpin, delegado Antônio Roberto Gomes Silva Júnior.

Ainda segundo a polícia, o autor confesso do furto contou que o combustível foi colocado em um barril e levado em um veículo. “O carro foi localizado e apreendido. No porta-malas, foi encontrado um vasilhame com um resto do combustível. Havia um forte odor no carro. O material foi levado para a perícia. O outro homem se apresentou na delegacia, mas negou o envolvimento”, acrescentou o coordenador.


A Polícia Civil também informou que outros pilotos fizeram contato com a 21ª Coorpin e afirmaram que o furto de combustível pode ter ocorrido com diversas aeronaves que pernoitaram no aeroporto de Itapetinga. Um inquérito policial foi instaurado para apurar os fatos. A aeronave pertence a um deputado federal.


Nenhum comentário:

Postar um comentário