Portal Euclidense: 14 coisas que podem danificar seus pulmões e você nem desconfia

INICIO

22/07/2021

14 coisas que podem danificar seus pulmões e você nem desconfia

No nosso dia a dia, há inúmeras substâncias que podem fazer mal para a saúde dos pulmões, mas que são pouco discutidas ou que são, inicialmente, consideradas irrelevantes. Para entender sobre as "substâncias desconhecidas" que podem fazer algum mal para o sistema respiratório, já podemos desconsiderar o cigarro, afinal, este é um mal conhecido e que sabidamente causa danos. No entanto, uma banheira de hidromassagem, um pacote de farinha de trigo ou ainda um umidificador de ar, em alguns contextos, também podem prejudicar (e muito) a saúde do pulmão.

1. Baratas

Baratas podem causar danos pumonares
(Imagem: Reprodução/Twenty20photos/Envato Elements)

As fezes da barata e, após sua morte, o seu corpo em decomposição viram uma espécie de pó, que gruda nas superfícies e pode ser inalado. Essa inalação é responsável por causar uma série de reações, indo de alergias até problemas respiratórios mais graves, dependendo da quantidade inalada. Por exemplo: crianças em idade pré-escolar podem desenvolver casos de asma, após aspirarem esses "vestígios" de baratas.
2. Pássaros

Novamente, um outro ser vivo pode causar problemas para a saúde humana, mais especificamente as substâncias (antígenos) das penas dos pássaros e suas fezes. Elas podem causar inflamações nos pulmões e, em alguns casos, estas inflamações geram fibroses (cicatrizes) no tecido pulmonar. Popularmente, a pneumonia de hipersensibilidade (PH) é chamada de “pulmão de criador de pombos”. 

3. Airbags

Quando os airbags são acionados em uma colisão, um produto químico branco e sem cheiro, o azida de sódio, é que ajuda a "empurrar" os "sacos de ar" para fora. Nesse processo, um pó fino de azida é gerado e, por sua vez, pode causar casos de asma, inflamação nas paredes do pulmão ou outros problemas respiratórios. No entanto, o risco é maior com grandes quantidades da substância.

4. Mofo


Mofo é um dos inimigos da saúde humana (Imagem: Reprodução/Ivankmit/Envato Elements)

Sabe aquele canto de parede que umedeceu? Ela pode ser o lar ideal para o mofo, que é um tipo de fungo, sendo o mais conhecido o Aspergillus fumigatus. Conforme cresce, o mofo libera os seus esporos no ar e, às vezes, essas minúsculas partículas podem causar infecções pulmonares graves, principalmente em quem tem alergia. Uma das complicações pode ser a doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC). 
  
5. Rádon

Não é possível sentir ou ver este gás, no entanto, o rádon é responsável pela segunda maior causa de câncer de pulmão nos Estados Unidos, atrás apenas do fumo. Este gás é produzido quando o urânio, no meio ambiente, se decompõe. Dessa forma, ela começa a circular e pode chegar até construções por meio de rachaduras no chão ou ao redor dos encanamentos. Gradativamente, a pessoa que o inala tem os pulmões danificados.

6. Eletrodomésticos a gás

Qualquer tipo de eletrodoméstico a gás pode ser um potencial foco de problemas pulmonares. Nesse ponto, entram fogões, fornos e aquecedores, por exemplo. Isso porque, à medida que o gás queima, eles produzem uma substância química chamada óxido nitroso. No organismo, ele inflama os pulmões, causando tosse e até asma. Vale observar que a mesma substância é liberada quando se queima madeira, carvão, óleo ou querosene. 

7. Carpete


Carpete pode esconder inúmeras substâncias ruins para o organismo
(Imagem: Reprodução/DragonImages/Envato Elements)

Tapetes e carpetes podem armazenar a maioria das substâncias tóxicas que foram listadas até agora, como o mofo ou os excrementos de baratas. Quando uma pessoa pisa, varre ou começa a aspirar essa superfície de tecido, esses elementos sobem para a superfície e podem ser inalados. Dependendo do que carregavam, podem causar diferentes tipos de danos para a saúde das pessoas.

8. Pesticidas

Muito usados na agricultura, os pesticidas fazem mal para os insetos e impedem que algumas pragas se alimentam das plantações, mas podem afetar a saúde humana também. Por exemplo, pessoas que se alimentam de produtos naturais com concentrações elevadas dessas substâncias podem apresentar uma série de complicações, como problemas nos nervos, hormônios, olhos, pele e pulmões. Entretanto, o risco é maior para os agricultores que lidam direto com essas substâncias, às vezes, sem a proteção adequada.

9. Agricultura

Ainda no campo da agricultura, as pessoas que trabalham em plantações podem inalar diferentes tipos de fungos que crescem em grãos, no feno ou na palha. Em muitos casos, esses fungos podem causar inflamação nos pulmões. Neste caso, o paciente desenvolve um outro tipo de pneumonite por hipersensibilidade, que é conhecido como "pulmão de fazendeiro".

10. Fogos de artifício


Resíduos dos fogos de artifício podem prejudicar a saúde do pulmão
(Imagem: Reprodução/Netfalls/Envato Elements)

Quanto mais cores, mais bonito é o efeito de um fogo de artifício. No entanto, essas cores são criadas por diferentes pedaços de metal que explodem em um pó muito fino no ar. Caso uma pessoa inale essas substâncias metálicas, ela pode desencadear e/ou piorar um quadro de asma ou desenvolver ainda outros problemas pulmonares.
11. Farinha de trigo

Farinha de trigo pode parecer um produto inofensivo, mas não é em grandes quantidades. As reações podem ser melhor observadas em padeiros ou em outros profissionais que trabalham com esse ingrediente, afinal inalam diariamente essa substância e podem sofrer com danos pulmonares. Quem desenvolve uma reação alérgica ao produto pode investigar se tem alguma alergia respiratória às proteínas do trigo. Comumente, esse quadro é conhecido como "asma de padeiro".
12. Umidificador de ar

Umidificadores melhoram a umidade de um ambiente e, por isso, são uma ferramenta para melhorar a respiração em dias mais secos. Só que nem sempre são aliados, ainda mais quando não estão higienizados adequadamente. A mesma observação vale para aparelhos de ar condicionado e sistemas de aquecimento. Nesses casos, podem favorecer o aparecimento de fungos e, quando ligados, dispersam partículas do fungo pelo ambiente.

13. Banheira de hidromassagem


Banheiras de hidromassagem podem virar "berçário" de bactérias, quando não higienizadas
(Imagem: Reprodução/AntonioGravante/Envato Elements)

Todo cuidado é pouco quando o assunto é limpeza. Por exemplo, as banheiras de hidromassagem podem virar um "berçário" para bactérias se desenvolverem. Quando a pessoa vai tomar banho e liga a hidromassagem com a água quente, essas bactérias podem ser inaladas. No organismo, podem causar inflamações nos pulmões e, em alguns casos, causar febre, tosse e dificuldades respiratórias.
14. Velas

Quando queimam, velas de parafina (derivado do petróleo) liberam no ar substâncias químicas. Essas substâncias podem aumentar o risco de reações alérgicas, problemas respiratórios e até câncer. Novamente, a questão é o número de vezes em que a pessoa se expõe a essas substâncias, já que os riscos aumentam proporcionalmente. Uma alternativa é adotar velas de cera de abelha ou de soja. 

Fonte: WebMD

Nenhum comentário:

Postar um comentário