Portal Euclidense: Flamengo goleia São Paulo por 5 a 1 e encerra jejum de quatro anos

INICIO

25/07/2021

Flamengo goleia São Paulo por 5 a 1 e encerra jejum de quatro anos

O Flamengo ganhou quase todos os títulos que disputou nos últimos anos, mas sempre tinha no São Paulo como uma grande pedra no sapato. Mas o incômodo terminou na tarde de hoje (25), em um Maracanã com gramado aquém do esperado para um jogo deste tamanho. Depois de sair atrás do placar, os comandados de Renato Gaúcho viraram o jogo e saíram de campo com uma estrondosa vitória por 5 a 1.

O destaque da partida ficou por Bruno Henrique. Sem marcar há cinco jogos, o atacante foi responsável por três gols no duelo, que encerraram um jejum de quatro anos sem vitórias sobre o São Paulo.

Crespo culpa médico do Fla por briga: "Provocou com palavras e fisicamente"

A vitória, que teve a ausência de Isla, poupado para a Copa do Brasil, levou o Flamengo ao quinto lugar, com 21 pontos, dez a menos que o líder Palmeiras —o Flamengo tem dois jogos a menos que o rival. Já o São Paulo pode voltar para a zona de rebaixamento, caso o Sport vença o Ceará, hoje, às 20h30 (de Brasília).

O São Paulo não contou com os argentinos Rigoni e Benítez como titulares na partida contra o Flamengo. Eles foram poupados para o próximo compromisso do clube, na quarta-feira (28), e entraram apenas no segundo tempo. No meio de semana, os comandados de Crespo enfrentarão o Vasco, pela primeira partida das oitavas de final da Copa do Brasil, às 21h30.

O próximo compromisso do Flamengo também será pela Copa do Brasil. Os cariocas enfrentam o ABC, na quinta-feira (29), às 20h.

Quem foi bem: Bruno Henrique

Em uma tarde não muito inspirada do Flamengo pelos primeiros 60 minutos, Bruno Henrique ganhou "sozinho" a partida contra o São Paulo. Quando o jogo estava 1 a 0 para o Tricolor, o camisa 27 marcou aquele que seria o gol do empate, mas um toque no braço fez o lance ser anulado. Minutos depois, aí, sim, ele apareceu livre no primeiro pau após cruzamento rápido e desviou para conseguir o empate. Na jogada seguinte, soltou uma bomba no ângulo para virar o duelo. Pouco tempo depois, aproveitou escanteio cobrado por Arrascaeta para fazer o terceiro.

Antes mesmo de se tornar o herói do dia, o atacante vinha sendo o principal desafogo do Fla e foi premiado com os gols que garantiram a vitória no Maracanã. Ele não marcava fazia cinco partidas.

Quem foi mal: Igor Vinícius

Substituto de Daniel Alves, Igor Vinícius sofreu com Bruno Henrique na partida de hoje. O lateral perdeu as duas disputas nas cobranças de escanteio que resultaram nos dois gols do Flamengo. Em outro, errou na marcação e viu Bruno Henrique girar e chutar no ângulo de Tiago Volpi.

São Paulo aposta na velocidade e começa mais perigoso

O São Paulo começou a partida apostando nas jogadas verticais. Em apenas oito minutos, a equipe de Crespo já havia finalizado quatro vezes e tido duas chances claras para abrir o placar. Mas não conseguiu aproveitar.

O Flamengo ainda sofria para acertar a marcação contra o São Paulo quando Gabriel Sara recebeu na intermediária, logo aos 3 minutos, e tocou para Vitor Bueno. O camisa 12 procurou o ângulo esquerdo de Diego Alves, mas o chute foi para fora.

Seis minutos depois, Vitor Bueno teve a principal chance do primeiro tempo. Gustavo Henrique errou o passe, e Marquinhos disparou em velocidade pela esquerda. O jovem cruzou rasteiro para o camisa 12, que dominou e chutou para a defesa de Diego Alves. No rebote, Vitor Bueno tentou mais uma vez, mas Gustavo Henrique travou o chute.

Flamengo melhora e passa a incomodar o São Paulo

Depois de um início complicado, o Flamengo conseguiu acertar a marcação e começou a pressionar a saída de bola do São Paulo. A mudança fez o time carioca melhorar na partida e criar chances para abrir o placar.

Apostando nas inversões feitas entre Gabigol e Bruno Henrique, o Flamengo teve uma de suas grandes chances na primeira etapa após rápida troca de passes. Aos 35 minutos, Depois de receber a inversão feita por Matheuzinho, Bruno Henrique acionou Gabigol, que aparecia pelo lado esquerdo. O centroavante invadiu a área, com liberdade, e chutou para a boa defesa de Volpi.

São Paulo repete intensidade no início do 2º tempo e abre o placar

O São Paulo começou o segundo tempo com a mesma velocidade do primeiro tempo. No primeiro minuto de jogo, Marquinhos ficou com a bola após falha de Rodrigo Caio. O atacante chutou e Diego Alves mandou para escanteio. Depois da cobrança de Rodrigo Nestor, Arboleda mandou de ombro para o fundo das redes do Flamengo, para abrir o placar.

Bruno Henrique vira em dois minutos...

O Flamengo mudou os rumos da partida mesmo sofrendo para se encontrar em campo. Contando com a desatenção da defesa do São Paul, Bruno Henrique precisou de apenas três minutos para virar o jogo. Aos 24 minutos, o Flamengo cobrou rapidamente o escanteio, e o zaga do São Paulo se atrapalhou no lance, deixando Bruno Henrique sem marcação. O atacante teve o trabalho apenas de empurrar para o fundo das redes de Volpi, que se esticou, mas não conseguiu evitar o empate.

PANE NA DEFESA DO SÃO PAULO PERMITE EMPATE DO FLA

O golaço veio três minutos mais tarde. Bruno Henrique recebeu de costas, girou e passou pela marcação de Igor Vinicius. O atacante conduziu e chutou para acertar o ângulo de Volpi. O goleiro ainda tocou na bola, mas não o suficiente para impedir a virada.

O GOLAÇO DE BRUNO HENRIQUE PARA FAZER FLAMENGO 2 A 1

A tarde de Bruno Henrique estava inspirada. O atacante precisou de menos de 10 minutos para fazer o terceiro gol e decidir a partida. Depois da cobrança de escanteio de Arrascaeta, o camisa 27 subiu livre e mandou para o fundo das redes de Volpi.

Tempo fecha após o terceiro gol

A comemoração da comissão técnica do Flamengo depois do terceiro gol iniciou uma confusão. De acordo com a TV Globo, Márcio Tannure, chefe do departamento médico do Fla, provocou a comissão do São Paulo. O gesto irritou o preparador físico do São Paulo Alejandro Kohan, que foi tirar satisfação.

Depois que a confusão foi acalmada, tanto Tannure quanto Kohan foram expulsos da partida. O preparador do São Paulo chegou a ser agarrado por seguranças do estádio até ser levado para os corredores que dão para o vestiário.

São Paulo "desliga" e sofre mais dois

A rápida virada do Flamengo afetou o São Paulo. A marcação, que antes dificultava a criação de jogadas do rival, passou a se perder na velocidade dos atacantes cariocas.

Aos 40 minutos, a bola parada voltou a assustar o São Paulo. Vitinho cobrou em direção ao segundo pau, e Rodrigo Caio tocou para o meio da área. Gustavo Henrique apareceu para marcar o quarto do Flamengo.

A partida ainda teve tempo para o quinto gol do Flamengo. Aos 46 minutos do segundo tempo, Welington tenta cortar cruzamento rasteiro para Michael e manda contra o próprio gol.

Gramado do Maracanã segue um problema

Após uma reforma para a final da Copa América, o gramado do Maracanã estava em péssimo estado para Flamengo x São Paulo. A qualidade do campo teve interferência direta na qualidade do jogo e foi um grande vilão para um jogo ainda mais bem jogado entre rubro-negros e tricolores.

São Paulo muda os relacionados de última hora

Uma preocupação tomou as redes sociais quando o São Paulo anunciou a lista de relacionados para a partida. Arboleda, Orejuela, Rigoni, Rojas, Galeano e Benítez somavam seis estrangeiros, o que é proibido pelo artigo 42 do Regulamento Geral de Competições da CBF.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 5 X 1 SÃO PAULO

Motivo: 13ª rodada do Brasileirão

Data e hora: 25 de julho de 2021, às 16h (de Brasília)

Local: Estádio do Maracanã (RJ)

Árbitro: Felipe Fernandes de Lima (MG)

Assistentes: Guilherme Dias Camilo (MG) e Celso Luiz da Silva (MG)

VAR: Emerson de Almeida Ferreira (MG)

Gols: Bruno Henrique (24'/2ºT, 27'/2ºT, 32'/2ºT), Gustavo Henrique (40'/2ºT) e Welington, contra (46'2ºT), para o Flamengo; Arboleda (2'/2ºT), para o São Paulo

Cartões amarelo: Rodrigo Caio, Filipe Luís, Willian Arão, pelo Flamengo; Benítez, Igor Vinícius Marquinhos, Rigoni, Reinaldo e Welington, pelo São Paulo

Cartões vermelho: -

FLAMENGO: Diego Alves; Matheuzinho, Rodrigo Caio, Gustavo Henrique e Filipe Luís (Renê); Arão, Diego (Thiago Maia), Everton Ribeiro (Michael) e Arrascaeta (Vitinho); Bruno Henrique e Gabigol (Pedro). Técnico: Renato Gaúcho

SÃO PAULO: Volpi; Arboleda, Miranda, Bruno Alves; Igor Vinicius, Liziero, Rodrigo Nestor (Igor Gomes), Gabriel Sara (Benítez), Welington; Vitor Bueno (Rigoni) e Marquinhos (Pablo). Técnico: Hernán Crespo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário