Portal Euclidense: Dias contados: 4 carros de Fiat e VW deixam de ser fabricados até dezembro

INICIO

22/08/2021

Dias contados: 4 carros de Fiat e VW deixam de ser fabricados até dezembro

Com o fim da produção de veículos da Ford no País, anunciado em janeiro, Ka, Ka Sedan e EcoSport deram adeus assim que terminaram os respectivos estoques. As aposentadorias incluíram C3 e Aircross, da Citroën; Up, da Volkswagen; Montana, da Chevrolet; e Etios Hatch e Sedan, da Toyota.

Vale citar também as versões 1.4 TSI de VW Jetta e Tiguan Allspace, que deixaram de ser oferecidas para não haver concorrência interna com o SUV médio Taos, que acaba de chegar às concessionárias.

Nos próximos meses, a lista vai crescer. Confira quatro automóveis que estão com os dias contados no Brasil, de acordo com o colunista de UOL Carros Fernando Calmon, e têm anos de história.

Vão deixar saudades?

Volkswagen Fox

Imagem: Divulgação

Lançado em 2003, o hatch surgiu como opção ao VW Gol, com carroceria mais alta.

Projetado e fabricado no Brasil, o Fox chegou a ser exportado para a Europa e deixará de ser oferecido em nosso mercado no mês de dezembro, segundo Calmon.

Antes de dar adeus, o Fox foi simplificado, perdendo a central multimídia que era de série nas duas versões que ainda restam - devido à escassez de semicondutores, diz a Volks.

A retirada do equipamento, que segue disponível em modelos mais recentes da VW, é natural para um carro que se aproxima do fim.

Por outro lado, diz Fernando Calmon, os "irmãos mais velhos" Gol, Voyage e Saveiro terão sobrevida até 2024 e seus substitutos já estão em desenvolvimento.
Fiat Uno

Imagem: Divulgação

Nosso colunista apurou que a atual geração do Fiat Uno, lançada aqui em maio de 2010, deixará de ser fabricada em Betim (MG) no dia 31 de dezembro.

Contudo, o hatch compacto seguirá à venda durante um período no começo de 2022, enquanto durarem os estoques.

Conforme a própria Fiat já tinha informado em fevereiro deste ano, o Uno hoje sobrevive de vendas diretas, especialmente para locadoras, e há algum tempo quase já não está mais disponível no varejo - embora ainda tenha mercado em países como Bolívia, Chile e Uruguai.

Reflexo das baixas vendas, "canibalizadas" pelo Fiat Mobi, o Uno hoje tem apenas uma versão, a Attractive 1.0.

Seu adeus será uma espécie de segunda despedida: a primeira geração do Uno, rebatizada como Mille, deixou de ser fabricada no fim de 2013 e até hoje é cultuada.
Fiat Grand Siena

Imagem: Murilo Góes/UOL

Enquanto o Fiat Argo "matou" o Palio, a chegada do Cronos, em fevereiro de 2018, não decretou o fim do Grand Siena.

O sedã derivado do Palio permanece até hoje em linha, em versão única e com opções de motor 1.0 e 1.4 flex.

O Grand Siena ganhou até preparação de fábrica para receber kit GNV, deixando claro que sua sobrevida aconteceu para atender frotistas e clientes que usam o sedã compacto para trabalhar.

Da mesma forma que o Uno, deixará de ser fabricado em Minas Gerais no fim deste ano, para continuar à venda enquanto houver estoque.

Seu substituto será o próprio Cronos, que irá ganhar versão mais simples para seguir atendendo a mesma clientela.
Fiat Doblò

Imagem: Divulgação

Lançada no Brasil há 20 anos, a multivan Doblò teve a última grande atualização no fim de 2009, quando recebeu o visual que mantém até hoje.

Mesmo com o avanço dos SUVs na preferência dos consumidores, e apesar de ter saído de linha na Europa há muitos anos, o modelo resiste como o único da categoria no Brasil.

Hoje está disponível em duas versões, ambas com preço acima de R$ 100 mil e equipadas com o motor 1.8 flex de 139 cv que também é veterano e se aproxima do adeus: Essence, com sete lugares, por R$ 115.990; e Cargo, furgão, por R$ 107.990.

De acordo com Calmon, com duas décadas de serviços prestados e já com pouca representatividade no mercado, o Doblò encerra sua trajetória no início de 2022, com produção encerrada em dezembro próximo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário