Portal Euclidense: TSE suspende monetização na web de investigados por ataques à urna

INICIO

17/08/2021

TSE suspende monetização na web de investigados por ataques à urna

Decisão de corregedor-geral atingiu cinco redes sociais em meio ao inquérito que investiga notícias falsas contra as eleições de 2022


O corregedor-geral da Justiça Eleitoral, ministro Luis Felipe Salomão, determinou nesta segunda-feira (16) que o YouTube, Twitch.TV, Twitter, Instagram e Facebook parem de repassar os valores de monetização a investigados no inquérito do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) que investiga notícias falsas contra o sistema eletrônico de votação e as eleições de 2022. 

A decisão foi dada a pedido da delegada da Polícia Federal Denise Dias Rosas, que auxilia as investigações do processo. Os valores arrecadados deverão ser direcionados a uma conta judicial vinculada à Corte Eleitoral.

O ministro Salomão também ordenou às plataformas a apresentação de relatórios com os valores recebidos pelos canais, perfis e páginas investigados no inquérito. Além disso, determinou que plataformas não usem algoritmos que possam sugerir ou indicar outros canais e vídeos de conteúdo político, com exceção daqueles pesquisados pelos internautas por meio de palavras-chave.

Salomão ainda determinou que as plataformas de redes sociais identifiquem a origem das publicações, como forma de auxiliar a investigação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário