A icônica estátua do Cristo Redentor, situada no topo do morro do Corcovado, na cidade do Rio de Janeiro, está completando 90 anos em 2021. Com o passar das décadas, o monumento se transformou em um dos mais conhecidos símbolos do Brasil no exterior.

Contudo, você sabe como isso começou?

PUBLICIDADE

O “nascimento” do Cristo

A ideia por trás da estátua do Cristo Redentor remete ao ano de 1859, época em que o padre Pierre-Marie Boss começou a amadurecer o sonho de construir um monumento para fé cristã no topo do Monte Corcovado. Ele chegou a falar com a Princesa Isabel sobre seu desejo e ela até apoiou a iniciativa.

(Fonte: Flickr/ Fotos Antigas/ Reprodução)(Fonte: Flickr/Fotos Antigas/Reprodução)

Entre 1859 e a primeira década dos anos 1900, muitas vezes se falou sobre os planos de construção, mas em nenhuma delas houve avanços. 

No entanto, em 1921 as coisas começaram a tomar contornos mais sólidos. Nesse ano a Igreja Católica organizou um concurso para a construção da estátua tendo em vista as comemorações do centenário da Independência do Brasil. O objetivo era escolher a melhor ideia.

Projeto do Cristo Redentor (Fonte: Diário do Rio/ Reprodução)Projeto do Cristo Redentor. (Fonte: Diário do Rio/Reprodução)

O ganhador foi Heitor da Silva Costa, engenheiro brasileiro que trabalhou no desenvolvimento do projeto ao longo de 10 anos. 

O desenho final do Cristo Redentor é do artista plástico brasileiro Carlos Oswald. Contudo, as coisas saíram mesmo do papel com a ajuda do artista e escultor Paul Landowski, que trabalhou com Heitor para a concretização do projeto. Já toda a logística da construção ficou a cargo de Heitor Levy.

Inauguração. (Fonte: Diário do Rio/ Reprodução)Inauguração. (Fonte: Diário do Rio/Reprodução)

Aliás, existiam algumas ideias interessantes sobre como a estátua deveria ser, incluindo uma que sugeria fazer um Cristo segurando um globo em uma mão e uma cruz na outra. No final, o gesto que remete a um abraço e, ao mesmo tempo, a uma cruz acabou ficando.

Cristo Redentor: fatos e curiosidades

Assim como acontece com muitos monumentos, o Cristo Redentor também coleciona algumas curiosidades. Muitas delas ajudam a contar sua história. 

1. Entre o projeto final e a inauguração se passaram nove anos, sendo que cinco foram dedicados apenas para a construção.

2. O físico Guglielmo Marconi, inventor do telégrafo, deveria ligar remotamente — da Itália — o sistema que faria os refletores do monumento serem acionados no dia da inauguração. Mas as coisas não saíram como planejado e quem salvou a situação foi o engenheiro Gustavo Corção e sua equipe.

(Fonte: Flickr/ Fotos Antigas/ Reprodução)(Fonte: Flickr/ Fotos Antigas/Reprodução)

3. O plano era que o Cristo fosse construído apenas com doações de brasileiros. No final das contas a estátua custou na época US$ 250 mil, ou o equivalente a US$ 4 milhões na cotação atual. Os trabalhos só começaram depois de a Igreja ter conseguido arrecadar verba suficiente.

4. Com 38 metros de altura, a estátua corresponde a um edifício de 13 andares.

5. Em 1972, o Papa Paulo VI acionou um aparelho para inaugurar uma iluminação direto do Vaticano.

6. As obras foram iniciadas em 1926 e concluídas em 1931. A inauguração oficial aconteceu no dia 12 de outubro do mesmo ano. Getúlio Vargas, então presidente, esteve presente.

7. Apenas a cabeça e as mãos não foram feitas no Brasil: vieram de Paris.

(Fonte: Arch Daily/ Fotos Antigas/ Reprodução)(Fonte: Arch Daily/Fotos Antigas/Reprodução)

8. O corpo do Cristo é de pedra-sabão, cortada em milhares de triângulos e, depois, coladas a mão em tecido.

9. Na 9ª laje, bem no peito do Cristo Redentor, está um coração de 1,3 m. Ele é revestido de azulejos de pedra-sabão. Em seu interior há uma garrafa com árvore genealógica de Heitor Levy, uma espécie de demonstração de sua fé: ele era judeu, mas converteu-se ao cristianismo após conseguir escapar com vida de um acidente de carro.

10. Composto de 12 platôs conectados por escadarias, o monumento foi construído para resistir a ventos de até 250 km/h.

11. Em 2007, foi eleito uma das sete maravilhas do mundo moderno, ganhando até da estátua da Liberdade. Ficou em 3° lugar, atrás apenas da Grande Muralha da China e da Cidade de Petra, na Jordânia.

(Fonte: Arch Daily/ Wkimedia/ Reprodução)(Fonte: Arch Daily/Wikimedia/Reprodução)

12. Em 1975, o Cristo Redentor virou alvo de críticas pelo excesso de iluminação. O problema surgiu como resultado de uma reforma feita às pressas. A situação prejudicava tanto a floresta da Tijuca quanto a visita dos turistas.

13. Para comemorar os 50 anos, foram feitas reformas em 1981. O evento de comemoração contou até com a presença do Papa João Paulo II.

Comemoração dos 90 anos em 2021

Segundo o padre Omar Raposo, reitor do Santuário Cristo Redentor, para comemorar os 90 anos do monumento, entre os dias 12 e 16 de outubro de 2021, será realizado o evento “Cristo Sustentável”.

(Fonte: Nuno Lopes / Pixabay/ Reprodução)(Fonte: Nuno Lopes /Pixabay/Reprodução)

O objetivo é oferecer à população serviços envolvendo assistência social, psicologia, cultura, atendimento jurídico, cidadania e sustentabilidade. Tudo vai acontecer na Catedral Metropolitana do Rio de Janeiro, situada na Av. República do Chile, n° 245, no centro da cidade. Quem quiser aproveitar pode comparecer no local entre 9h e 15h.