Quinta, 25 de Julho de 2024
17°

Tempo nublado

Euclides da Cunha, BA

Cidades Alagoinhas - BA

Alagoinhas celebra 171 anos de emancipação

O município de Alagoinhas comemorou ontem, 2 de julho, 171 anos de emancipação política. A data foi comemorada com diversas ações pela cidade, en...

03/07/2024 às 11h01
Por: MARCELO NOBRE Fonte: Prefeitura de Alagoinhas - BA
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Prefeitura de Alagoinhas - BA
Foto: Reprodução/Prefeitura de Alagoinhas - BA

Continua após a publicidade
Anúncio

O município de Alagoinhas comemorou ontem, 2 de julho, 171 anos de emancipação política. A data foi comemorada com diversas ações pela cidade, entre atos cívicos e shows musicais. Logo cedo, a alvorada com queima de fogos anunciou o dia festivo no munícipio. E a programação teve continuidade ainda pela manhã, com cerimônia cívica promovida pela Secretaria de Cultura, Esporte e Turismo (SECET), com participação de dezenas de populares, hasteamento das bandeiras do Brasil, da Bahia e de Alagoinhas, declamação de um poema sobre a história da cidade e apresentação da fanfarra.

Continua após a publicidade
Anúncio

O evento contou com as presenças do prefeito Joaquim Neto, que hasteou a bandeira do Brasil, do tenente Emério, do 4º Batalhão da Polícia Militar, e de Cleto da Banana, presidente da Câmara Municipal de Alagoinhas, que hastearam, respectivamente, as bandeiras da Bahia e de Alagoinhas. Também presente, a secretária Iraci Gama, da Secet, destacou diversos aspectos que contribuem para o surgimento da cidade e seu desenvolvimento ao longo de mais de 17 décadas, chamando especial atenção para a qualidade da água, considerada a segunda melhor do Brasil, e a cultura. “A cultura de um povo é um elemento fundamental que define seu perfil. Um município não pode caminhar numa direção contrária ao perfil de sua comunidade”, afirma.

Continua após a publicidade
Anúncio

Durante a tarde, a programação contou com o Arrastão das Antigas que teve a participação da banda Resenha do Beto, seguido pelo swing de Karakaramba, a irreverência de Valneijós e, fechando o percurso, Makarrao do Brasil.Para Renata Santos Costa, que chegou cedinho com sua filha Lua Maria para curtir o seu primeiro arrastão, esse é um momento muito especial. “A expectativa é grande. Estou muito animada, ainda mais que trouxe minha filha, minha mini bloguerinha”, disse. Lua Maria também demostrou empolgação e garantiu ficar até o final da festa. “Vim dançar ‘Macetando’. Ensinei a coreografia a minha mãe”.

Maurício Santos Nonato, que também prestigiou o evento, afirmou que a combinação de ritmos foi a melhor possível. “Resgatar as antigas do Banda Valdeijós esse ano, juntamente com Resenha do Beto fazendo abertura, é só sucesso. Parabéns todos os organizadores”, comemorou. O evento contou com a assistência da Guarda Municipal, da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), a Polícia Militar e da Secretaria de Saúde, por meio de ambulância, em todo o percurso.

À noite, as comemorações aconteceram na avenida Joseph Wagner, onde cerca de 60 mil pessoas estiveram presentes para assistir os shows da banda Boca de Véia, o axé de Lucas Brito e o arrocha inconfundível de Pablo. “Estar na cidade de Alagoinhas é motivo de muita alegria. Eu costumo dizer que Alagoinhas é a minha segunda casa porque sempre me acolheu de uma forma muito positiva. Eu tenho uma história muito bacana com a cidade desde a época do Asas Livres, e eu sempre fui muito bem recepcionado”, falou o cantor Pablo.

O prefeito Joaquim Neto destacou a importância da data. “Hoje comemoramos 171 anos de emancipação política e essa é uma data muito importante para nossa cidade e para mim, pois também comemoramos a concretização de um sonho que é a entrega do Hospital Materno-Infantil. Tenho muito orgulho de dedicar a minha vida e meu coração a serviço à Alagoinhas”, agradeceu o gestor.

Confira imagens

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários