Quinta, 25 de Julho de 2024
17°

Tempo nublado

Euclides da Cunha, BA

ECONOMIA Combustível

Petrobras anuncia aumento de 7% nos Preços da gasolina e 9% no gás de cozinha

Este ajuste é o primeiro realizado em 2024 e ocorre sob a gestão da atual presidente da companhia, Magda Chambriard

09/07/2024 às 12h43
Por: MARCELO NOBRE Fonte: Redação
Compartilhe:
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A Petrobras anunciou nesta segunda-feira (8) um reajuste de 7,1% nos preços da gasolina para as distribuidoras, o que representa um acréscimo de aproximadamente R$ 0,20 por litro. Além disso, o gás de cozinha também sofreu um aumento de 9,8%, o que corresponde a um acréscimo de R$ 3,10 por botijão de 13 kg, elevando o preço médio para R$ 34,70.

Continua após a publicidade
Anúncio

Este ajuste é o primeiro realizado em 2024 e ocorre sob a gestão da atual presidente da companhia, Magda Chambriard. A última alteração nos preços da gasolina foi registrada em 21 de outubro de 2023, quando houve uma redução após um aumento em 16 de agosto do mesmo ano. Quanto ao gás de cozinha, os últimos reajustes foram em maio e julho de 2023, ambos para redução de preços, sendo o último aumento datado de março de 2022.

Continua após a publicidade
Anúncio

De acordo com um levantamento da Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis (Abicom), os preços praticados pela Petrobras estavam 18% abaixo dos valores de paridade com o combustível importado. Portanto, o aumento anunciado cobre apenas parte dessa diferença.

Continua após a publicidade
Anúncio

Em um evento realizado no Rio de Janeiro há um mês, Chambriard expressou satisfação com os preços internacionais e os valores praticados pela Petrobras. Na ocasião, a presidente afirmou que o preço de referência no exterior, a participação de mercado da estatal e o custo de oportunidade para exportação estavam adequados e que não haveria mudanças nos preços.

Na Bahia, a Refinaria de Mataripe, administrada pela Acelen, informou que os preços dos produtos “seguem critérios de mercado, considerando variáveis como custo do petróleo, dólar e frete, podendo variar para cima ou para baixo”. Em nota, a Acelen ressalta que possui uma política de preços transparente, amparada por critérios técnicos e alinhada com as práticas internacionais de mercado.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários